terça-feira, 25 de abril de 2017

É TEMPO DE ESPADAS...

Peixe espada na frigideira!
Uma receita portuguesa, com toda certeza!

MAR DE POETA

Foto Fernando Alexandre
velas hasteadas
quintal de águas
viagem sem fim

SE ALEMBRAM DAQUELE LANÇO...

  
Fotos Fernando Alexandre
  

Mal os vigias tinham terminado de tomar o "café aparado" do dia quando os primeiros peixes foram avistados nesta manhã de outono, vento nordeste e temperaturas ainda amenas!
O abano das camisetas indicando que era pra cercar pegou a camaradagem ainda sonolenta. Alguns em casa, outros ainda dormindo.
Mesmo assim, o ÚÚÚÚ!!!! - o apupo que chama a comunidade para a praia ecoou lentamente pelos becos e vielas do Pântano do Sul. 
No primeiro cerco, a canoa bordada "Osmarina", patroneada pelo Didi da Maria Jovita (na foto acima segurando sua tainha) deslizou pelas estivas e realizou o primeiro lanço: 251 peixes.
Logo depois, o segundo abano vindo da "vigia Seo Domingos", nas dunas, indicava que tinha mais peixes no mar.
""Osmarina" , agora tendo como "patrão" o Armando do Seo Arante voltou ao mar, agora ajudada pela canoa "Mariposa", patroneada pelo Didi da Maria Jovita.
Cerco feito e peixe dividido: 307 tainhas.
No total da manhã, 558 tainhas ovadas!
Hoje tem tainha frita, assada e no caldo nas casas do Pântano do Sul!
E a safra deste ano tá apenas começando!
ÚÚÚÚ!!!!

Era 22 de maio de 2014!

MANEMÓRIAS


Foto de Nynguem Sabonome.
Praia da Joaquina, a Joaca, nos dourados anos 70. 

MULHERES DO MAR

As mulheres na tainha aqui na barra da lagoa



OLHANDO ILHAS, ESPERO...

Foto Nego Miranda
Aurora na Ilha do Mel.

TRIBUZANA À VISTA

Foto: Felipe Carneiro / Agencia RBS


Previsão indica temporal de terça a quarta-feira em Santa Catarina
As regiões Oeste, Meio-Oeste, Serra, Litoral Sul e Grande Florianópolis podem ser atingidas

A Epagri/Ciram divulgou boletim meteorológico na manhã desta segunda-feira, 24, com aviso de chuva intensa e temporal localizado em Santa Catarina de terça a quarta-feira. As regiões Oeste, Meio-Oeste, Serra, Litoral Sul e Grande Florianópolis podem ser atingidas. Caso a previsão se confirme, há risco de alagamento, enxurrada, tempestade com descarga elétrica e vendaval. 

— Isso acontece por conta da formação de uma frente fria, sistema meteorológico associado a chuva, na fronteira do Brasil com o Uruguai. Esse sistema faz com que ao longo do dia haja previsão de chuva, especialmente nas cidades próximas ao Rio Grande do Sul. Isoladamente, poderemos ter chuva forte e temporais — explica o meteorologista Leandro Puchalski.

A tendência, segundo a Epagri, é que a chuva tenha início por volta das 5h de terça e continue até as 10h de quarta, com precipitação de até 100 mm em certos pontos do Oeste, mais do que choveu em Chapecó nos últimos 30 dias (89 mm). Na quarta-feira também há chance de mar agitado na costa catarinense, com ondas de direção Nordeste de 2 a 2,5 metros de altura e picos de 3 metros, portanto, tripulantes de pequenas embarcações devem ficar atentos.

Segundo Puchalski, a semana deve seguir com instabilidade na quarta-feira quando ainda há chance de chuva forte no período da manhã. Ao longo do dia a frente fria se afasta do Estado, diminuindo a instabilidade e permitindo a entrada de um ar seco e frio. Na quinta-feira, a temperatura deve ser baixa em todas as regiões do Estado ao amanhecer.

(Do Diário Catarinense)

segunda-feira, 24 de abril de 2017

NO COSTÃO...

Foto Fernando Alexandre

NOTURNA

Foto Fernando Alexandre

MÃOS DE MAR

0 ahcravo_DSC_2936 s
a escolha
a mão que deste
a mão que te deram

( Do ahcravo gorim)

SE ALEMBRAM DAQUELE LANÇO?

Foto Fernando Alexandre

ÚÚÚÚ!!!!
Muita tainha no dia de São João no Pântano do Sul!
Em 2009!

FESTA DE NEGROS...


"Festa dos negros na Ilha de Santa Catarina", de 1806, de Tilesius Von Tilenau - Arquivo pessoal/Divulgação/ND

domingo, 23 de abril de 2017

BARRA...

CUIDANDO DO PEIXE

Foto Fernando Alexandre

OS LIMÕES JÁ ESTÃO MADUROS!

Foto Fernando Alexandre
NO PANTUSÚLI, SÓ FALTAM AS TAINHAS!

TEMPO DE GORDINHOS

Foto Luciane Daux
Gordinho frito com pirão d’água 

1kg de gordinhos pequenos, limpos e sem cabeça
Suco de limão e sal
Farinha de mandioca
Óleo para fritar 
Cebolinha verde

1. Tempere os gordinhos com sal e suco de limão. 
2. Passe-os na farinha de mandioca, retirando o excesso. Frite-os em óleo quente abundante, até que se forme uma casquinha crocante e dourada nos peixes. Retire e deixe secar sobre papel toalha.
3. Para o pirão, aqueça 400ml de água.  À parte, desmanche bem uma xícara (chá) de farinha de mandioca, em 2 xícaras (chá) de água fria. Em seguida incorpore ao caldo fervente. Mantenha a panela no fogo médio-baixo, mexendo sempre, até que esteja bem cozido e soltando do fundo. Acerte o sal, salpique com cebolinha verde e sirva com o peixe frito.

(Receitinha mané da Luciane Daux, no "Cozinha de Estar", do ND - www.ndonline.com.br)


DE TAINHAS, PÁSSAROS E PALHAÇOS


Olhando tainhas
o pássaro palhaço
Tira o nariz do bico

Do "Pássaro Palhaço," livro de Marcelo Baptista, onde tarrafiei tainhas entre poemas, traços e histórias!
Uma honra!

Mirando lisas
El pásaro payaso
se saca la nariz del pico


VENTO DIVINO

Kublai Khan tentou 2 vezes invadir o Japão. Retrato de Anige do Nepal
Japão acha navio mongol no século 13

Os restos de um navio que teria participado da fracassada tentativa mongol de conquistar o Japão, no século 13, foram encontrados na costa do país.
Pesquisadores encontraram um pedaço de 12 metros do casco da embarcação, enterrado sob a areia da costa de Nagasaki.
Esta teria sido a primeira vez que o casco de um barco usado na invasão mongol foi recuperado.
Os pesquisadores da universidade de Ryukus, em Okinawa, usaram equipamento ultrasônico para detectar os restos do navio.
Os ataques frustrados contra o Japão foram um das poucas vezes que os mongóis foram derrotados do século 13. A madeira do casco foi pintada de cinza e ligada por pregos. Tijolos e armas também foram encontrados a bordo.

Mistério

Os pesquisadores dizem esperar que a descoberta os ajude a entender os motivos da vitória japonesa.
Os japoneses costumam atribuir a vitória aos ventos e tempestades que destroçaram as embarcações mongóis durante as tentativas das invasões de 1274 e 1281.
O "vento divino", ou kamikaze em japonês, foi novamente invocado para inspirar os pilotos a lançarem ataques suicidas na Segunda Guerra Mundial.
Como nômades da Ásia Central, os mongóis tinham pouca experiência no mar e usaram chineses e coreanos subjulgados para construir seus navios.
A estrutura do navio lembra a das embarcações chinesas da época.
Os mongóis chegaram a desembarcar e ter algum sucesso contra os japoneses, que tinham menos habilidade no arco e flecha.
Mas em ambas as ocasiões, os mongóis e as tropas chinesas e coreanos sob seu comando tiveram que bater em retirada por causa de tufões que se aproximavam, impedindo seus planos.

(Da BBC Brasil - www.bbcbrasil.com.br )

E AS TAINHAS, SEO PEDRINHO?


Pedro Nascimento, o Pedrinho da Garopaba, em 2015 com 73 anos de pescarias no litoral catarinense e gaiteiro dos mais conhecidos fez suas previsões para a pesca da tainha em 2013 em SC!

E a esperança continua...
Os espinheiros floriram e as aroeiras estão carregadas de frutos!
Esse ano vai dar peixe...

TÁ NA BOCA!

Hóspede e pescada aos três dias enfada...
(Dito popular)

MAR-CAIS

o mar escurece
a voz das gaivotas
quase branca
(Matsuó Bashô - Japão - 1644/1694 - tradução Paulo Leminski)

MANEMÓRIAS


Dom João Binoca, primeiro e único da Praia do Saquinho, e Dona Maria I, ladeados por Jone César de Araújo e uma outra pessoa (quem identificar, completa!)

FRIACA CHEGANDO!


Vai começar a temporada de frio de 2017

por Josélia Pegorim 

A última frente fria prevista para o Brasil em abril de 2017 começa a influenciar a Região Sul no dia 25 e vai trazer uma forte massa de ar polar. Seu deslocamento será rápido sobre o país e em 48 horas os ventos frios de origem polar já devem ser sentidos nas áreas centrais das Regiões Centro-Oeste e Sudeste.

Frente fria especial

Esta frente fria vai influenciar o interior do Brasil e tem potencial para provocar chuva forte em diversas áreas de quase todas as Regiões do país durante seu deslocamento. Mas o que realmente torna esta frente fria muito especial é sua massa de ar frio de origem polar, que será a primeira massa polar com características de outono/inverno a passar sobre o Brasil este ano. Esta massa polar vai "cortar a fita" e inaugurar a temporada de frio do outono/inverno de 2017.

Centro polar continental

Esta massa de ar polar deve fazer uma trajetória continental, pelo interior da América do Sul. Antes de ir para o mar, o centro desta massa de ar frio de origem polar, que é a região mais fria de uma massa polar, deve ficar três dias sobre o continente, o que vai facilitar e impulsionar o ar frio para Acre, para o interior do Centro-Oeste e do Sudeste do Brasil. Nesta situação o resfriamento do ar é mais intenso e mais prolongado sobre o Brasil.


Com esta massa polar devemos ter muitos recordes de frio, temperaturas abaixo de zero e geadas no Sul pela primeira vez este ano. São Paulo pode não baixar de 10°C, mas pode chegar bem perto desta marca. Acre e Rondônia devem sentir a primeira friagem forte. O Acre já teve uma leve friagem este ano.

Confira no vídeo o comentário sobre o caminho do frio no final de abril de 2017.
(Do www.climatempo.com.br/)

ÚÚÚÚ!!!!


JACK O MARUJO


- Homem não chora, capitão? perguntou a visitante.
- Só quando uma lembrança se impõe no toque de silêncio, disse Jack o Marujo.

sábado, 22 de abril de 2017

O HOMEM DO FAROL

Foto sem nenhum crédito
RUBEM BRAGA E O HOMEM DO FAROL 

É necessário vocação
na carreira de faroleiro.
Consta do serviço civil,
tem obrigação e direitos.
Porém não se entra nela como
em qualquer outra profissão:
entrar para ser faroleiro
é como entrar em religião.
É como entrar-se para a Igreja
num ordem contemplativa,
pois no alto cargo se cavalgam
vazios propícios à mística.
Na torre só, mais: isolado
de tudo o que faz transeunte,
habita a linha de fronteira
onde espaço e tempo se fundem.
O mar em volta do farol
é qual relógio sem ponteiros.
O faroleiro é só em si,
sem companhia nem do espelho.
O faroleiro é como nu,
ser devassado por janelas
que o cercam de todos os lados
e para o nada sempre abertas,
sobretudo para esse nada
que há na fronteira espaço-tempo:
o silêncio, que abafa como
almofada de algodão denso.
Ora o nada aberto ao redor
leva-o à posição uterina,
fechando-o ainda mais em si,
habitando a moela mais íntima,
ora dissolve o faroleiro,
que embora desperto se anula:
as vias da contemplação,
qualquer das duas se quer, usa.
Rubem Braga uma vez tentou
salvá-lo do não metafísico:
foi visitar um faroleiro
titular de uma ilha do Rio.
Rubem Braga logo decide:
não é homem de introspecção.
Vê que precisa de diálogo
esse afogado em tanto não.
De volta ao Rio, nos jornais,
lança um apelo: que doassem
vitrolas, rádios, qualquer voz
ao navegante sem navegagens.

(João Cabral de Melo Neto)

João Cabral de Melo Neto (Recife, 9 de janeiro de 1920 - Rio de Janeiro, 9 de outubro de 1999) - Além de poeta, foi um diplomata brasileiro. Classificado como poeta da geração 45, terceira geração do modernismo, foi agraciado com diversos prêmios ao longo de sua carreira de escritor. Foi membro da Academia Brasileira de Letras e da Academia Pernambucana de Letras.

TEM TAINHA...

Viva as Tainhas do Pântano do Sul!

CAMARADAGEM DO CAMPECHE


Sr.Crispim Daniel, Francisco Daniel, Adriano Daniel e Euzébio Daniel, família que iniciou a pesca de canoa no campeche.

MÃOS DE MAR


por entre as mãos
correm rios tristes
e são de mar

(torreira; 2016)
do ahcravo gorim
Foto Ninguemsabe Onome
"Quem mexe o pirão é que
sabe a medida da farinha."

(Dito Popular)

MAR DO GERALDO CUNHA

Costão da Galheta!

sexta-feira, 21 de abril de 2017

TRABALHADORES DO MAR

Foto Fernando Alexandre

Mestre Aldemir, na lida com o cerco - Pântano do Sul

MANÉ-CAIS

Foto Alcides Dutra
Bucicas no cio
lua cheia reinando
no meio da minha cozinha
(Fernando Alexandre)

CAMINHOS...




para pezinhos mais delicados…
(for more delicate feet…)

MAR DA LILA FIGUEIREDO

Dia da Pedra

MAR DE PESCADORES



Pescadores continuam sem o salário defeso

Pescadores de Sambaqui e região reclamam do atraso no pagamento do salário defeso (anchova) desde dezembro do ano passado. “Alguns estão recebendo, mas a maioria não”, diz Luciano Pires (Tilica), presidente do Condomínio de Pescadores de Sambaqui.

“Quando era com o Ministério do Trabalho não havia problema”, destaca, mas “depois que passou para as mãos do INSS, as complicações começaram”. Um funcionário do órgão aconselhou apenas mais “paciência”.

(Do http://daquinarede.com.br/)

LÁ NO FUNDO...

 
Algas precisam da luz do sol para viver e produzir a fotossíntese, ficam próximas da superfície onde incide a luz solar. Com o aquecimento dos mares as águas frias, ricas em nutrientes não conseguem aflorar. Sem que as águas frias subam, não há nutrientes para as algas, que diminuem. Com a diminuição das algas, base da cadeia alimentar, todo o sistema de vida marinha fica comprometido. Estamos nos matando...

A conseqüente acidificação dos oceanos está provocando o branqueamento dos corais. Corais de Abrolhos apresentam sintomas da praga.http://marsemfim.com.br/a-importancia-dos-corais/


ALERTA...

quinta-feira, 20 de abril de 2017

NA MESA

Foto Divulgação
Caldeirada Açoriana

Ingredientes

2 cebolas
3 dentes de alho
1 kg de batatas
2 tomates
1,2 kg de peixe (congro ou outro peixe firme de carne branca)
1 ramo de salsa
Sal
Pimenta
2 cravos da India
1 colher (sopa) de colorau
100ml de azeite
Fazendo

1. Num tacho largo de barro, vá fazendo camadas alternadas de rodelas de cebola, dentes de alho, batatas e tomate, limpo de pele e sementes.
2. Por cima, disponha as postas de peixe lavadas e a salsa. Tempere com sal, pimenta, os cravinhos, o colorau e regue com o azeite.
3. Tape o tacho e leve a lume brando durante cerca de 40 minutos, agitando o tacho ocasionalmente, para que os ingredientes não se peguem ao fundo.
4. Um pouco antes do final, retifique os temperos e sirva decorada com mais salsa.

(Receita de www.receitasdeculinara.com.pt)

MALHEIRAS

Foto Fernando Alexandre

NO SOL DE CUBA!


ÁGUAS PASSADAS...

Foto Fernando Alexandre
Águas se passam, desbotando aquarelas marinhas...