domingo, 29 de setembro de 2019

VELHO VENTO

Hassis - "Vento Sul com Chuva" - Óleo sobre tela - 1957 

Velho vento vagabundo! 
No teu rosnar sonolento 
Leva ao longe este lamento,
 Além do escárnio do mundo. 


 Que penetras velhas portas, 
Atravessando por frinchas...
 E sopras, zargunchas, guinchas 
Nas ermas aldeias mortas. 


 Eu quero perder-me a fundo 
No teu segredo nevoento, 
Ó velho e velado vento, 
Velho vento vagabundo!

(Cruz e Sousa - Fragmentos de "Velho Vento")
Para ler o poema inteiro , clic http://pescadatainha.blogspot.com/

Nenhum comentário: