quarta-feira, 27 de março de 2019

MAR DE POETA


FIZ UM SINAL

O que é o mar, se não abismo?
Porção de sal em sol de açúcar
corte de Netuno numa escuna
cruzeiro solitário na penumbra

Palavra vã, mar, que se propunha
a naufragar o barco da aventura
confusa ao dar a volta ao mundo
capitania usurpada por bandeiras

Fiz um sinal e o mar então abriu-se
para eu passar com a lei da poesia
atrás vinha contrita a natureza

O maná me foi negado, comi areia
gotas de granito no deserto
Quem é o mar senão um crime?

Nei Duclós

Nenhum comentário: