quinta-feira, 27 de abril de 2017

SEXTA-FEIRA NÃO TEM BLOG!

TANHOTAS E PARATIS PARA TODOS...


Os paratis e tanhotas vieram na frente avisando que as tainhas já estão à caminho! 
Ontem, dia 26, bem no finalzinho da tarde, capitão Ademir avistou a manta e apupou...
Cerco feito e arrastado, 3117 peixes na praia!
ÚÚÚÚ!!!!
O peixe foi dividido entre a camaradagem que participou do lanço!
Tanhotas e paratis na praia, peixe para todos!!!

MAR DO GERALDO CUNHA


Barra da Lagoa do Geraldo Cunha

NA ESPERA E NA ESPREITA...


E de olho no peixe...

Olhar, amanhecer e clique do Silézio Sabino!

INVERNOU...


Sul tem geada e recorde de frio nesta 5ª feira

por Angela Ruiz 

Nesta quinta-feira o centro de uma massa polar, que é a região mais fria do sistema começa ingressar sobre a Região Sul do Brasil. Nesta situação o resfriamento será bastante intenso.

Recordes de temperatura

As três capitais do Sul podem bater recorde de frio nesta quinta-feira (27) e na sexta-feira (28). O resfriamento será intenso e os termômetros podem marcar de 0°C a 5°C em muitas áreas da Região Sul, alertam os meteorologistas da Climatempo.

A atuação desta massa de ar polar provoca geada nas áreas de planalto e serra do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina.

Nesta quinta-feira (27), já não há mais previsão de chuva sobre o Sul do país. O dia começa com neblina, em algumas localidades, principalmente em áreas de baixada, mas o predomínio será de tempo firme e ensolarado. Somente no norte do Paraná é que será observado um pouco mais de nebulosidade. No período da tarde, várias áreas do interior gaúcho e catarinense podem registrar queda de umidade relativa do ar.


Mar agitado

A atuação de um ciclone em alto mar e a passagem de uma rápida frente fria que avança pelo Sudeste do Brasil provocou vento forte sobre o oceano. O vento soprando de forma intensa e persistente forma as ondas que já deixam o mar agitado no litoral do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. Nesta quinta-feira, as ondas podem chegar a três metros em praias gaúchas e ficar entre dois e dois metros e meio no litoral catarinense.

A meteorologista Josélia Pegorim explica como o ar frio de uma forte massa de ar polar se espalha sobre o Brasil nos últimos dias de abril de 2017. O mês termina gelado no centro-sul do país! Veja o vídeo abaixo:

quarta-feira, 26 de abril de 2017

MALHEIRAS

Foto Fernando Alexandre


ÚNICO SUSTO...

Foto de Nynguem Sabonome.

Acordar, único susto,
e ver a chuva sobre o pântano
a primeira chuva do ano
dunas resistindo a todo custo.

Eliminar todo pensamento
De dor. Ficar um momento
Isopor, em silêncio, meditando
sobre as qualidades do branco.

Minha alma, mesmo fora
dessa chuva, se curva
às qualidades do agora;
Está lavada por dentro.
______
Poema de "Visibilia" (1997)
do Rodrigo Garcia Lopes

Quem me navega é o mar

MAR DE SARDINHAS

Foto: Rafaela Martins / Agência RBS / Agência RBS

Sardinha deve ter aumento de 35% no preço a partir de maio


A Gomes da Costa, maior empresa do mercado de sardinha em conserva do Brasil, situada em Itajaí, prevê aumento de 35% no preço do produto a partir de maio. Culpa do El Ninho, que aqueceu em 2015 as águas do oceano Pacífico, reduzindo os cardumes. Pelo jeito, os sanduíches terão que continuar mesmo na base do pão com mortadela ou com linguiça.
(Do http://dc.clicrbs.com.br/sc/colunistas/cacau-menezes)

MANEMÓRIAS

Foto Carlos Maria Güttler

.Praia de Bom Abrigo,1948

MAR DE PESCADORES

terça-feira, 25 de abril de 2017

É TEMPO DE ESPADAS...

Peixe espada na frigideira!
Uma receita portuguesa, com toda certeza!

MAR DE POETA

Foto Fernando Alexandre
velas hasteadas
quintal de águas
viagem sem fim

SE ALEMBRAM DAQUELE LANÇO...

  
Fotos Fernando Alexandre
  

Mal os vigias tinham terminado de tomar o "café aparado" do dia quando os primeiros peixes foram avistados nesta manhã de outono, vento nordeste e temperaturas ainda amenas!
O abano das camisetas indicando que era pra cercar pegou a camaradagem ainda sonolenta. Alguns em casa, outros ainda dormindo.
Mesmo assim, o ÚÚÚÚ!!!! - o apupo que chama a comunidade para a praia ecoou lentamente pelos becos e vielas do Pântano do Sul. 
No primeiro cerco, a canoa bordada "Osmarina", patroneada pelo Didi da Maria Jovita (na foto acima segurando sua tainha) deslizou pelas estivas e realizou o primeiro lanço: 251 peixes.
Logo depois, o segundo abano vindo da "vigia Seo Domingos", nas dunas, indicava que tinha mais peixes no mar.
""Osmarina" , agora tendo como "patrão" o Armando do Seo Arante voltou ao mar, agora ajudada pela canoa "Mariposa", patroneada pelo Didi da Maria Jovita.
Cerco feito e peixe dividido: 307 tainhas.
No total da manhã, 558 tainhas ovadas!
Hoje tem tainha frita, assada e no caldo nas casas do Pântano do Sul!
E a safra deste ano tá apenas começando!
ÚÚÚÚ!!!!

Era 22 de maio de 2014!

MULHERES DO MAR

As mulheres na tainha aqui na barra da lagoa



OLHANDO ILHAS, ESPERO...

Foto Nego Miranda
Aurora na Ilha do Mel.

TRIBUZANA À VISTA

Foto: Felipe Carneiro / Agencia RBS


Previsão indica temporal de terça a quarta-feira em Santa Catarina
As regiões Oeste, Meio-Oeste, Serra, Litoral Sul e Grande Florianópolis podem ser atingidas

A Epagri/Ciram divulgou boletim meteorológico na manhã desta segunda-feira, 24, com aviso de chuva intensa e temporal localizado em Santa Catarina de terça a quarta-feira. As regiões Oeste, Meio-Oeste, Serra, Litoral Sul e Grande Florianópolis podem ser atingidas. Caso a previsão se confirme, há risco de alagamento, enxurrada, tempestade com descarga elétrica e vendaval. 

— Isso acontece por conta da formação de uma frente fria, sistema meteorológico associado a chuva, na fronteira do Brasil com o Uruguai. Esse sistema faz com que ao longo do dia haja previsão de chuva, especialmente nas cidades próximas ao Rio Grande do Sul. Isoladamente, poderemos ter chuva forte e temporais — explica o meteorologista Leandro Puchalski.

A tendência, segundo a Epagri, é que a chuva tenha início por volta das 5h de terça e continue até as 10h de quarta, com precipitação de até 100 mm em certos pontos do Oeste, mais do que choveu em Chapecó nos últimos 30 dias (89 mm). Na quarta-feira também há chance de mar agitado na costa catarinense, com ondas de direção Nordeste de 2 a 2,5 metros de altura e picos de 3 metros, portanto, tripulantes de pequenas embarcações devem ficar atentos.

Segundo Puchalski, a semana deve seguir com instabilidade na quarta-feira quando ainda há chance de chuva forte no período da manhã. Ao longo do dia a frente fria se afasta do Estado, diminuindo a instabilidade e permitindo a entrada de um ar seco e frio. Na quinta-feira, a temperatura deve ser baixa em todas as regiões do Estado ao amanhecer.

(Do Diário Catarinense)

domingo, 23 de abril de 2017

BARRA...

E AS TAINHAS, SEO PEDRINHO?


Pedro Nascimento, o Pedrinho da Garopaba, em 2015 com 73 anos de pescarias no litoral catarinense e gaiteiro dos mais conhecidos fez suas previsões para a pesca da tainha em 2013 em SC!

E a esperança continua...
Os espinheiros floriram e as aroeiras estão carregadas de frutos!
Esse ano vai dar peixe...

MANEMÓRIAS


Dom João Binoca, primeiro e único da Praia do Saquinho, e Dona Maria I, ladeados por Jone César de Araújo e uma outra pessoa (quem identificar, completa!)

FRIACA CHEGANDO!


Vai começar a temporada de frio de 2017

por Josélia Pegorim 

A última frente fria prevista para o Brasil em abril de 2017 começa a influenciar a Região Sul no dia 25 e vai trazer uma forte massa de ar polar. Seu deslocamento será rápido sobre o país e em 48 horas os ventos frios de origem polar já devem ser sentidos nas áreas centrais das Regiões Centro-Oeste e Sudeste.

Frente fria especial

Esta frente fria vai influenciar o interior do Brasil e tem potencial para provocar chuva forte em diversas áreas de quase todas as Regiões do país durante seu deslocamento. Mas o que realmente torna esta frente fria muito especial é sua massa de ar frio de origem polar, que será a primeira massa polar com características de outono/inverno a passar sobre o Brasil este ano. Esta massa polar vai "cortar a fita" e inaugurar a temporada de frio do outono/inverno de 2017.

Centro polar continental

Esta massa de ar polar deve fazer uma trajetória continental, pelo interior da América do Sul. Antes de ir para o mar, o centro desta massa de ar frio de origem polar, que é a região mais fria de uma massa polar, deve ficar três dias sobre o continente, o que vai facilitar e impulsionar o ar frio para Acre, para o interior do Centro-Oeste e do Sudeste do Brasil. Nesta situação o resfriamento do ar é mais intenso e mais prolongado sobre o Brasil.


Com esta massa polar devemos ter muitos recordes de frio, temperaturas abaixo de zero e geadas no Sul pela primeira vez este ano. São Paulo pode não baixar de 10°C, mas pode chegar bem perto desta marca. Acre e Rondônia devem sentir a primeira friagem forte. O Acre já teve uma leve friagem este ano.

Confira no vídeo o comentário sobre o caminho do frio no final de abril de 2017.
(Do www.climatempo.com.br/)

ÚÚÚÚ!!!!


JACK O MARUJO


- Homem não chora, capitão? perguntou a visitante.
- Só quando uma lembrança se impõe no toque de silêncio, disse Jack o Marujo.

sexta-feira, 21 de abril de 2017

CAMINHOS...




para pezinhos mais delicados…
(for more delicate feet…)

MAR DA LILA FIGUEIREDO

Dia da Pedra

MAR DE PESCADORES



Pescadores continuam sem o salário defeso

Pescadores de Sambaqui e região reclamam do atraso no pagamento do salário defeso (anchova) desde dezembro do ano passado. “Alguns estão recebendo, mas a maioria não”, diz Luciano Pires (Tilica), presidente do Condomínio de Pescadores de Sambaqui.

“Quando era com o Ministério do Trabalho não havia problema”, destaca, mas “depois que passou para as mãos do INSS, as complicações começaram”. Um funcionário do órgão aconselhou apenas mais “paciência”.

(Do http://daquinarede.com.br/)

LÁ NO FUNDO...

 
Algas precisam da luz do sol para viver e produzir a fotossíntese, ficam próximas da superfície onde incide a luz solar. Com o aquecimento dos mares as águas frias, ricas em nutrientes não conseguem aflorar. Sem que as águas frias subam, não há nutrientes para as algas, que diminuem. Com a diminuição das algas, base da cadeia alimentar, todo o sistema de vida marinha fica comprometido. Estamos nos matando...

A conseqüente acidificação dos oceanos está provocando o branqueamento dos corais. Corais de Abrolhos apresentam sintomas da praga.http://marsemfim.com.br/a-importancia-dos-corais/


ALERTA...

quinta-feira, 20 de abril de 2017

NO SOL DE CUBA!


ELAS ESTÃO CHEGANDO...

Foto Elvis Palma
Elas chegam primeiro em Laguna!
(via Silézio Sabino)

MAR DE LAGOSTAS


Resultado de imagem para pesca da lagosta barcos
Donos de embarcações lagosteiras terão dois meses para agendar uma vistoria e regularizar a situação de seus registros ( Foto: Ellen Freitas )

Embarcações têm registros suspensos
Serão realizadas vistorias para combater barcos fantasmas ou clonados, além da pesca ilegal 

Fortaleza - Um total de 305 embarcações lagosteiras do Ceará tiveram seus certificados de registro suspensos temporariamente pela Secretaria de Aquicultura e Pesca (SAP), que seguiu orientação do Ministério Público Federal (MPF) e do Trabalho (MPT). Segundo portaria, publicada no Diário Oficial da União (DOU) na última quarta-feira (12), a documentação será suspensa por 60 dias, até que vistorias sejam realizadas. 

Segundo o diretor de monitoramento e Controle da SAP, Márcio Candido Alves, a vistoria às embarcações que tiveram seus registros suspensos tem como objetivo o combate à atuação de barcos fantasmas (sem registro) ou clonados, além da pesca ilegal. "Caso não haja regularização, neste período de dois meses, a medida passa de suspensão para cancelamento", informou a SAP, em nota. 

Como proceder 

A SAP destacou que a suspensão temporária do registro não gera multa, sendo apenas uma medida "de precaução". Os proprietários dos barcos, entretanto, devem buscar o quanto antes a Superintendência Federal de Agricultura (SFA), em Fortaleza, entrar em contato com Coordenação de Aquicultura e Pesca, e agendar vistoria completa nas embarcações, sob risco de perder definitivamente o registro. É necessário também levar documento de certificação expedida pela autoridade marítima. 

Durante a vistoria, a SFA, que atuará junto com a Marinha nesta ação, também verificará os apetrechos permitidos na pesca da lagosta, com o objetivo de constatar a legalidade de tudo que é usado pelas embarcações lagosteiras. Caso esteja tudo em ordem, os barcos terão seus registros regularizados. 

Entre abril e maio de 2015, a série de reportagens especiais "Pescadores de Mentira - Fraude no Seguro-Defeso", produzida pelo repórter Melquíades Júnior, levantou, com exclusividade, uma lista com milhares de falsos pescadores residentes no Ceará, mas com carteiras de pesca fraudadas com endereços na Bahia, no Rio Grande do Norte e no Piauí, máfia envolvendo desde pessoas pobres (laranjas), a empresários, prefeitos, vereadores e funcionários do MTE nos estados receptores dos cadastros dos pescadores de mentira. Milhares de pessoas se passam por pescadores e fazem cadastro para receber o seguro-desemprego. Em dez anos, foram mais de R$ 3 bi desviados no País. 

quarta-feira, 19 de abril de 2017

VAI COMEÇAR A PESCA DA TAINHA!


ÚÚÚÚÚ!!!!!

• DIA 30 DE ABRIL
- 20HS - TERÇO LUMINOSO –
• DIA 1º. DE MAIO
- 9 as 12hs – Procissão e Missa
- das 12 as 13H – Formatura dos novos remeiros
- das 14 as 18 – ATIVIDADES CULTURAIS e de MEIO AMBIENTE
- Corrida de Canoa na Estiva, Cabo de Guerra, Boi de Mamão do Campeche
Brincadeira com tarrafas, exposição de fotografias, de oleiros e rendeiras.
INSTITUIÇÕES PARTICIPANTES -
SOS Campeche Praia Limpa E
Projeto Tamar.
Participe. Traga toda a família!
Apoio : RADIO CAMPECHE
Realização : ASSOCIAÇÃO DOS PESCADORES ARTESANAIS DO CAMPECHE

MAR DE SARDINHAS

Foto: Lucas Correia / Agencia RBS

Falta de sardinhas na costa de SC impulsiona importação nas indústrias enlatadoras
Safra é considerada a pior dos últimos cinco anos

por Dagmara Spautz
dagmara.spautz@osoldiario.com.br

A falta de sardinhas na costa catarinense obrigou as indústrias de processamento a recorrerem para a importação. As empresas calculavam que pelo menos metade da matéria-prima usada neste ano seria brasileira. No entanto, a quantidade de sardinhas que chegou às indústrias não alcançou ainda 600 toneladas. Até agora, 95% do pescado utilizado na safra nacional veio da costa africana e do Oriente Médio. 

O problema é que, com a expectativa de uma boa safra local, o estoque de importação foi reduzido e as empresas agora correm atrás de peixes de fora para não paralisar a indústria. Na Gomes da Costa, em Itajaí, a maior enlatadora de pescados do país, a falta de sardinhas já chegou a frear o volume de produção.

Ivan Füchter, diretor industrial da empresa, diz que até 2014, 70% do produto utilizado pela empresa era nacional e 30% importado. No ano passado, os percentuais inverteram. Mas esperava-se que esta safra seria acima da média no país. A empresa reforçou, inclusive, o número de trabalhadores no processamento.

A crise na pesca não reduziu a força de trabalho na indústria, até porque a estimativa da Gomes da Costa é fechar o ano com 65 mil toneladas de sardinhas enlatadas. Entretanto, a necessidade de utilizar o pescado importado pode aumentar o preço do produto nos supermercados.

A sardinha de importação custa 35% mais para a indústria. A tendência é que parte desse percentual seja repassado para o consumidor final a partir de maio.

(Do www.clicrbs.com.br)

PESCA IRREGULAR

Foto: Divulgação / Ibama

Ibama apreende 12 toneladas de pescado em barco irregular de Navegantes
Entre a carga apreendida há camarões e cações

O Ibama apreendeu nesta segunda-feira 12 toneladas de pescado irregular, capturado com rede proibida por lei. Entre o material recolhido, estão 600 quilos de camarão do tipo lagostim, uma tonelada de peixe-sapo, cações e duas redes de arrasto. A embarcação de Navegantes também foi apreendida. 

A fiscalização foi feita no desembarque da carga. Segundo informado pelo Ibama, o barco usava redes de arrasto de fundo com malhas inferiores a 90 milímetros, abaixo do limite legal. Além disso, operava sem o sistema de rastreamento por satélite, que é obrigatório. O equipamento permite que o órgão ambiental verifique onde está a embarcação e evite capturas em locais proibidos.

— O Ibama monitora mesmo aquelas embarcações que não possuem rastreamento por satélite através de constante vigilância nos portos de desembarques. A falta do rastreador é uma falta grave é passível de cancelamento da autorização da embarcação, além do encaminhamento para uma denúncia criminal — diz Sandro Klippel, diretor do órgão ambiental na região de Itajaí.

Foto: Divulgação / Ibama

O dono do barco recebeu quatro autuações, que somaram R$ 300 mil, por usar redes proibidas, desembarcar cações sem as nadadeiras, carregar uma quantidade maior de peixes-sapo do que a permitida por lei (5% do total da carga), e navegar sem rastreador. O caso será encaminhado ao Ministério Público Federal (MPF) para apuração criminal. 

Todo o pescado apreendido foi doado ao Projeto Mesa Brasil, do Sesc, e será distribuído a entidades assistenciais.

Liminar

Recentemente uma decisão judicial havia proibido o Ibama de doar o pescado apreendido em operações. O caso ocorreu com uma carga de 56 toneladas de abrótea de profundidade que foi apreendida no início de abril, em um barco de Itajaí que não tinha autorização para capturar esse tipo de peixe. O dono foi multado em mais de R$ 1 milhão e conseguiu na Justiça uma liminar para que o pescado fosse devolvido ao dono do barco e não fosse doado.

A decisão foi revogada e o Ibama conseguiu recuperar 52 toneladas da carga apreendida, que foram entregues ao Mesa Brasil.

(Do www.clicrbs.com.br)