quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

NA LÍNGUA DO CHICO OLIVÉRIO!


CAÇA DE MALHA – Forma de pescar tainha fora da praia e utilizando embarcações. 
CALÇA DE VELUDO E CÚ DE FORA – Expressão utilizada para dizer que uma pessoa está tentando aparentar mais do que é. 
CAMARADAS – Pescadores parceiros, que fazem parte de um mesmo grupo de pesca. 
CAMBÃO – Pedaço de madeira usado pelos pombeiros – os vendedores ambulantes - para pendurar as balaias. 
CARDO – Caldo. De peixe, camarão etc... 
CARRETÃO – Pequenos carros infantis de fabricação caseira, feitos de madeira e com rodas de rolimã que eram utilizadas para descer ladeiras, chegando a atingir grandes velocidades 
CASINHA – Pequena casa de madeira situada nos fundos da casa e que servia como sanitário.

CATRAMELO – Pau, pinto, orgão sexual masculino. 
CHICO OLIVÉRIO Mentiroso clássico da cidade, falecido nos anos 80 e que era residente na Praia de fora. Seu nome tornou-se um sinônimo de pessoa mentirosa. Hoje, quando se deseja chamar uma pessoa de mentirosa ela é chamada de Chico Olivério.
CABEÇOS - Pedras não muito grandes, pedaços. 
CABELO MOSGARRÉ - Cabelo cortado curto, tipo militar. 
CABELUDA - Fruta amarela e coberta de pelos que dá em árvore de mesmo nome. 
CABREJAR - Ficar sem fazer nada, ao léu, andando à toa. 
CACAU - Chuva forte e rápida.
CACEAR / CACEIAR - Pescar com linha ou rede ao sabor da maré, com o barco solto, à deriva.

Um comentário:

Anônimo disse...

vou te dar um CATRAMELO pelo post!