terça-feira, 2 de agosto de 2016

MAR DE ILHAS



Foto Fernando Alexandre
A ILHA

“Não tenha medo, a ilha é cheia de acordes,
sons, e doces ares, que deliciam e não doem.
Milhares de instrumentos as vezes tangem,
zunem em meus ouvidos, e as vezes vozes,
que se eu despertasse depois de um longo sonho
despertariam-me de novo, e então no sonho
as nuvens pareceriam se abrir, mostrando riquezas
prontas a verterem sobre mim, e que se então acordasse
gritaria que queria sonhar mais”.

(William Shakespeare, fragmento de "A Tempestade")

2 comentários: