segunda-feira, 13 de junho de 2016

SUPREMA

 
Foto Andrea Ramos

 um poema
que não se entende
é digno de nota
a dignidade suprema
de um navio
perdendo a rota

(Paulo Leminski Filho – Curitiba,  24 de agosto, 1944 7 de junho 1989)

Um comentário:

Anônimo disse...

Cade as notícias sobre os lances de tainhas em floriopa !!!!
Nao estão matando nada !!!!
Valeuuuuuuu !!!