terça-feira, 1 de dezembro de 2015

OS CINCO VENTOS

Éolo
A RAÇA DOS VENTOS!

Os Ventos, na mitologia grega, são cinco deuses: Éolo – O Rei dos Ventos, Bóreas – O Vento Norte, Nótus – O Vento Sul, Eurus – O Vento Leste e Zéfiro – O Vento Oeste. Os Ventos sempre tiveram importância fundamental, porém secundária, na mitologia. Sendo que é pelos ventos que os deuses se teleportam. Neste post, eles serão retratados um por vez. Seguindo a ordem na qual foram apresentados.

Éolo

Éolo é o deus dos ventos; o Senhor dos 4 Ventos. É filho de Poseidon e habitava a ilha de Éolia com seus seis filhos e suas seis filhas.
A sua maior participação foi na Odisséia. Poseidon estava furioso com Odisseu porque este havia cegado o ciclope Polifemo, filho de Poseidon; então o Senhor dos Mares lançou Odisseu em Éolia. Éolo compadeceu-se e resolveu ajudar ao herói prendendo os ventos em um saco de couro de boi. Prendeu todos os ventos, exceto Zéfiro – O Vento Oeste, pois este levaria Ulisses (um outro nome de Odisseu) de volta à Ítaca, sua pátria. Tudo prosseguia calmamente, até que os homens de Odisseu, curiosos, resolveram abrir o saco; os ventos foram libertados e toda a tripulação perdeu-se novamente, voltando para Éolia. O deus ficou enfurecido com a situação e expulsou os homens de sua ilha.

Bóreas


Bóreas era forte e de temperamento violento. É descrito como um homem velho, alado, com cabelos longos e revoltos, segurando uma concha e vestindo uma capa. É filho da Aurora (Eos) e Astreu, tendo como irmãos Zéfiro, Nótus e Eurus. Os quatro são Titãs.
O Vento Norte apaixonou-se perdidamente por uma princesa ateniense, Orítia. Ele a cortejou, mas sem sucesso. Então, raptou-a e uniram-se. Desta união nasceram os Boréades: Zetes,Calais, Aura e Quione. Inicialmente humanos, mas depois dotados de lindas asas douradas.
Conta-se também que Bóreas transmutou-se em um corcel negro, a fim de cruzar com um rebanho de éguas. Desta “união” nasceram uma dúzia de cavalos, que quando corriam, diziam estar este voando sobre o solo.

Nótus


Nótus é o Vento Sul. Ao contrário dos irmãos não teve nenhum filho. Era o Vento responsável por trazer o calor, e por isso, era associado ao verão.

Eurus


Eurus é o Vento Leste. É responsável por trazer a chuva.
Zéfiro

Zéfiro, o Vento Oeste, é o mais doce dentre todos. Brisa suave e agradável, é considerado o mensageiro da Primavera.
Foi Zéfiro quem levou Psiquê até o Palácio de Eros.
Também foi Zéfiro quem levou Afrodite para a ilha de Chipre.
O episódio que mais destaca o Vento Oeste é o de Jacinto. Ora, Zéfiro e Apolo disputaram o amor do mortal Jacinto, pois os dois deuses haviam enamorado-se do rapaz. Jacinto escolheu Apolo, o que deixou o deus-vento louco de ciúmes. Ocorreu que um dia, Apolo e Jacinto brincavam de lançamento de disco e Apolo atirou um disco. O impiedoso Zéfiro soprou uma brisa que fez com que o disco batesse na testa de Jacinto e o matasse. Apolo, desconsolado pelo ocorrido, criou uma flor do sangue do amado, flor esta que leva o seu nome, o jacinto.

Parece que os ventos, hoje em dia, estão muito enfurecidos. Porque quando há tempestade os ventos estão a cada dia mais cruéis. Destelham casas, derrubam árvores e causam muitas desgraças. Devemos precavermo-nos para com esses acidentes e incidentes!

Nenhum comentário: