segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

MAR DE POETA


MAR NOTURNO

Mar noturno
impregnado de restos
de um luar oculto
banha, anônimo
o tempo que evapora

(Do Nei Duclós)




Nenhum comentário: