segunda-feira, 31 de maio de 2010

Mais ressaca na Armação

Um ciclone extratropical deve começar a agir sobre Santa Catarina a partir desta segunda-feira, fazendo com que o início da semana tenha predomínio de tempo nublado, com chuvisco, e algumas aberturas de sol. Há possibilidade de ressaca nesta segunda e terça-feira no Litoral Sul e em Florianópolis, com ondas podendo chegar a três metros de altura na praia da Armação, no Sul da Ilha, onde o avanço do mar destruiu casas nas últimas semanas Uma massa de ar seco e frio que avança sobre o Estado provoca queda de temperatura em todas as regiões, principalmente na Serra, onde os termômetros devem marcar mínima de 2ºC, de acordo com a Epagri/Ciram, órgão que monitora as condições climáticas em Santa Catarina. Previsões anteriores apontavam para a ocorrência de neve na Serra Catarinense a partir desta segunda-feira, mas, Leandro Puchalski, da Central RBS de Meteorologia, descarta essa possibilidade, já que não haverá frio em altitude suficiente para que o fenômeno ocorra. As temperaturas deverão variar entre 7ºC e 21ºC nas outras regiões. (Informações do http://www.diario.com.br/ )

sábado, 29 de maio de 2010

RESSACA CONTINUA

A ressaca do mar, que tem causado destruição em várias praias de Santa Catarina, deve continuar neste fim de semana e pode se estender na segunda e terça-feira, segundo meteorologistas. O motivo é a entrada de uma nova frente fria associada a um ciclone extratropical no Sul do país, entre a noite de sábado e o domingo. O mar fica agitado, com picos de onda de quatro metros mais longe da costa. A navegação não é recomendada, segundo o Centro de Informações de Recursos Naturais e Hidrometeorologia do Estado (Ciram). Permanece, também, o risco de o mar avançar sobre a orla, o que pode causar mais estragos em ruas, passeios e construções, como aconteceu esta semana em Balneário Barra do Sul, Balneário Camboriú, no Norte do Estado e nas praias da Ilha de Santa Catarina. A explicação para a ressaca é a combinação de ventos que empurram as grandes ondas para a costa, as chuvas trazidas pelos ciclones extratopicais e as marés astronômicas, que está alta nesse período. O pico de maré para a região é de 1,8 metro às 16h58min de hoje e às 17h39min de amanhã. Na segunda-feira, às 18h9min, a maré chega a 1,7 metros. Os números seguem o padrão dos últimos dias são considerados altos pela Defesa Civil.
(Informações do DC)

Enquanto o peixe não vem...

sexta-feira, 28 de maio de 2010

NA GAROPABA

Foto Sérgio Saraiva
Tonho, Ká e as primeiras tainhas.
Pescadores da Garopaba pescaram nesta quinta e sexta-feira os primeiros peixes desta temporada. O barco do pescador Tonho Nascimento capturou 1.700 kg de tainhas nos dois dias, perto do costão da Praia do Rosa. Do total de peixes, 300 quilos foram distribuidos na praia, como é tradição por lá, e o restante comercializado.
Mergulhe mais fundo e saiba mais no www.garopabaonline.com.br, com texto e fotos de Sérgio Saraiva.

Armação: o Porre e a Ressaca

Prof. Eloi Melo, da Universidade de Rio Grande, tenta entender e explicar o que pode ter causado a destruidora ressaca na Praia da Armação do Pântano do Sul. Ou seja: ele fala do "porre", do que sempre vem antes da "ressaca."

Deu Tainha na Web

DANDO NOME AS TAINHAS... "Enquanto os pescadores artesanais estão em ânsia pela entrada do vento Sul e a chegada das tainhas, a Hora quer batizar as duas “quiridas” personagens do chargista André Martins. Quem não viu, nas últimas semanas, as duas tainhas conversando sobre a chuva e a tão esperada safra, nas charges do jornal? Pois é você, leitor, que vai dar nome aos peixes por aqui. Comente este post com a sua sugestão. Aqui na redação, a gente vai votar nos nomes mais criativos para as tainhas do André. Participe!!!! " (Concurso lançado pelo blog do Jornal Hora de Santa Catarina, no http://www.clicrbs.com.br/)

Era o dia 28 de maio de 2009...

Fotos Fernando Alexandre
Eram 9,30 da manhã de uma quinta-feira fria quando o ÚÚÚÚÚÚ!!!!!! - grito que avisa a comunidade que tem uma manta de peixes se aproximando da praia e pode ser cercada - ecoou na praia, vielas e becos do Pântano do Sul. "Osmarina" e "Terezinha", canoas bordadas da pesca, rapidamente escorregaram sobre as estivas em direção ao mar e cercaram o peixe. Foram 740 tainhas. Este foi o primeiro "lanço" da safra do ano passado.
Era o dia 28 de maio de 2009.
Exatamente um ano atrás.

E não deu merda!

Foto de Raphael Ghedin Schambeck /DC O suposto vazamento de óleo de um navio e a contaminação da praia de Itapirubá, em Imbituba, foi um "bom" alarme falso. A mancha escura que tomou conta de boa parte das areias da praia na verdade eram algas, remexidas do fundo do mar por conta da ressaca dos últimos dias. A boa notícia foi confirmada pelo o oceanógrafo e professor de Ciências Biológicas da Unisul, Sérgio Neto. Ontem, quinta-feira, a mancha praticamente havia desaparecido.

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Agora ressaca de promessas e grana...

10 milhões para a Armação
"O governo federal vai liberar R$ 10 milhões, em regime de urgência, para imediato início das obras de contenção das águas na Armação do Pântano do Sul, na Ilha de Santa Catarina. Informação repassada pela senadora Ideli Salvatti ao prefeito Dario Berger e vice João Batista Nunes, depois de audiência com o presidente Lula. O estrago provocado pela ressaca é muito mais grave do que o noticiado. E há risco de salinização das águas da Lagoa do Peri, que abastece a população do sul da Ilha. Amanhã, às 10h, haverá uma reunião na comunidade da Armação com a senadora e o prefeito, justamente para definir a fórmula de liberação e aplicação da verba federal. "
(Informação do blog do jornalista Moacir Pereira, no www.clicrbs.com.br)

DEU MERDA!

Foto Marcelo Becker/DC Uma enorme mancha de óleo com cerca de 500 metros de extensão atingiu as areias da Praia de Itapirubá, em Imbituba, no Sul do Estado. Segundo órgãos ambientais, é provável que o crime seja resultado da limpeza de algum navio que passou pela região. A chefe da Área de Preservação Ambiental (APA) da Baleia Franca, Maria Elizabete Carvalho da Rocha, acredita que o óleo tenha sido descartado por algum navio, que até ontem à noite não havia sido localizado. O comandante da Polícia Ambiental de Laguna, major Jefer Francisco Fernandes, informou que a corporação irá investigar o crime: "se ainda houver vestígios de óleo em alto-mar, as chances de descobrir a origem da mancha são boas." (Com informações do www.clicrbs.com.br)

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Que os céus ajudem e o mar se acalme...

Uma carreata e uma procissão com os padroeiros da Armação do Pântano do Sul, Sant’Ana e São Joaquim vai ser realizada no próximo dia 28 de maio, sexta-feira para, num ato de fé e oração, suplicar que o mar se acalme e não traga mais destruição para a comunidade. Organizado pela paróquia, o ato está marcado para às 19:00hs, com saída do mirante do Morro das Pedras em direção ao bairro da Armação. A carreata segue até Super Mercado Hiper Bom e depois, em procissão, a pé até a igreja. Na secular igreja da comunidade será realizada uma missa.

terça-feira, 25 de maio de 2010

CARTEIRA DE PESCADOR

Foto Fernando Alexandre A partir desta sexta-feira, dia 28, o Ibama deixa de ser o órgão responsável pela emissão de licenças ambientais para a pesca amadora. O registro será feito ou renovado pelo Ministério da Pesca, que também será responsável por definir uma política nacional para a prática, considerada de grande potencial turístico. Segundo o Ibama, no ano passado existiam 190 mil pessoas com licença de pesca amadora em todo o país.

segunda-feira, 24 de maio de 2010

RESSACA NA ARMAÇÃO

Foto Celso Martins
"Soldados do Exército e moradores tentam conter o avanço do mar com pedras, entulhos, barro e sacos de areia. Os militares estão concentrados nos trechos em que as ondas podem alcançar o leito do rio Sangradouro e ampliar a inundação das casas. Esse rio nasce do excesso de água da lagoa do Peri, localizada a cerca de três metros acima do nível do mar e que, aparentemente, não corre risco. Os moradores estão comprando pedras e barro e depositando os materiais na frente de seus terrenos. Outros encaixotam pertences e transportam móveis a locais seguros. Os mais desanimados estão se mudando. Além de perder as casas, diversos moradores acompanham atônitos e impotentes o desaparecimento de seus terrenos...." Vejam a excelente reportagem do jornalista Celso Martins clicando aqui no http://sambaquinarede2.blogspot.com

DEU TAINHA NA RESSACADA!

Edição de hoje, 24/05/2010

domingo, 23 de maio de 2010

LEI DA PESCA

Foto Fernando Alexandre
Espírito Santo, à meia-praia, na espera dos peixes...
.
O QUE PODE E O QUE NÃO PODE Instrução Normativa do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama), de 2009, que dispõe sobre normas para a captura de tainha e para o exercício da pesca, reduziu o número de licenças para as embarcações da chamada frota industrial que opera com redes de cerco e realizam a captura do peixe logo que ele sai da Lagoa dos Patos.. Para os pescadores artesanais, que cercam o peixe no mar com redes de caça-de-malha, a legislação também ajudou por serem grandes as diferenças das embarcações e tecnologias usadas. Enquanto os artesanais ainda utilizam o olho para identificar a presença de cardumes no mar, as grandes parelhas fazem a localização de cardumes a cinco milhas com um sonar. Para estar de acordo com a legislação, independente de ser pesca industrial ou artesanal, é necessário obedecer a distância de 300 metros do costão e 800 metros das praias onde ocorre a pesca de arrasto. Este cuidado ocorre por ser a tainha uma espécie de peixe considerada "de passagem". Se o cardume entra no costão, precisará sair. Boias não chegaram As boias pedidas ao Ministério da Pesca para delimitar as áreas para o arrasto (peixe levado até a praia com o uso de redes) e a pesca embarcada (caça de malha) ainda não chegaram. Para o presidente da Federação dos Pescadores de SC, Ivo Silva, foram solicitadas 300 boias. Com este material, seria possível demarcar os espaços desde Garopaba até São Francisco do Sul. A boia fica posicionada a cerca de 800 metros da praia, distância que os barcos não podem se aproximar .

Mar de Artista

Reprodução
Óleo sobre tela sem data precisa (deve ter sido criada em torno de 1950) do pintor, desenhista e muralista Martinho de Haro (São Joaquim 11/11/1907 -Florianópolis 23/5/1985), um dos mais importantes nomes das artes em Santa Catarina. Nascido em Lages (SC), Martinho de Haro pintou nus, naturezas-mortas e retratos, mas também realizou paisagens, principalmente de Florianópolis, onde viveu a partir da década de 1940.

sábado, 22 de maio de 2010

Deu Tainha na Web

Foto Paulu
Tainhas Voadoras...
"Frank, o contador de história Ainda rende uma porção de história a noite que Florianópolis viveu, no início da semana, quando tudo parecia que ia decolar rumo ao ignorado. Na Barra da Lagoa, reduto pródigo em histórias e estórias, é contada uma que tem como figurante um eficiente atendente do Café Delícia, do Shopping Beiramar, surfista nas horas vagas, que diz ter visto, por volta de 22h, uma tainha voando. Conta a história com tanta convicção e riqueza de detalhes, que um amigo quer porque quer saber se a tainha era escalada ou frita e se era ovada. Quem escutou a história chegou a ficar com água na boca… "
(Do blog do jornalista Cacau Menezes, no clicrbs)

Um ano de Tainha na Rede!

NA ESPERA...

Foto Andrea Ramos

Pra não dar merda

Ação-protesto hoje, 22 de maio, na Praia Mole. A partir das 11 horas. Mosal - Núcleo Diretor do Pântano do Sul.

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Alguém viu o Bamboo?

Foto Claudio Schroder Uma arara que atende pelo nome Bamboo se assustou com o último temporal e voou para longe da Pousada Sítio dos Tucanos, na Costa de Dentro, onde mora com sua parceira Loly. Foi vista pela última vez no dia 17 de maio, no Sertãozinho do Ribeirão da Ilha. Ela tem um anelzinho na pata, com o registro do IBAMA. Quem encontrá-la será recompensado. Contacto: 3237-5084, com Gerta.

ACORDES DA ILHA

Última apresentação do "Engenho", como grupo. Em 1984, show no CIC, apresentado pelo jornalista Cacau Menezes.

Trio de Engenheiros em noites insanas!

Clic pra cescer

DEU TAINHA NO JORNAL!

Foto Andrea Ramos
Tainha também é humor
"As tradicionais tainhas com areia, colocadas sobre o balcão das peixarias e agora proibidas pela Vigilância Sanitária, antigamente eram motivo para brincadeira entre os comerciantes que disputavam a sua clientela. Os que não tinham o produto ficavam circulando pelos corredores do mercado dizendo bem alto: “Areia dos Ingleses, tainha do Rio Grande”, querendo dizer que elas não eram frescas, pois vinham do Rio Grande do Sul resfriadas e eram passadas na areia da praia dos Ingleses antes de serem postas a venda. Tempos bons aqueles..." (Nota do "restauranteur" Beto Barreiros em sua coluna no Diário Catarinense de hoje, 21/5)

quarta-feira, 19 de maio de 2010

MAR VIP

Foto Arquivo O famoso veleiro “Aysso”, da família Schurmann, que já viajou por mais de sete mares, foi visto nas areias de Jurerê Internacional na manhã de hoje, no pós-ressaca. O barco estava ancorado, mas o vento provocou o rompimento do cabo da amarra. O "Aysso" deverá voltar ao pier ao cair da tarde, com a maré alta.

Força de vento

"Pela força de vento de tresontonte,
vai incostá tainha inté no Urubici!"
(Frase "ouvista" agora pouco no Rio das Pacas)

EM CIMA DO LANÇO!

Cerco na Praia Brava, com mais de 6 mil tainhas. O vídeo não diz a data, mas foi postado no you tube tresontonte, dia 17. Como na segunda-feira o tempo estava fechado aqui na ilha, é provável que seja da safra do ano passado. Quem avistou e abanou foi o vigia internético Ramon Paiva Klug.

TEM TAINHA NA AVENIDA, TCHÊ!

Foto AE
A pescadora Claudete de Oliveira Rodrigues, de 41 anos, da cidade litorânea de Imbé, no Rio Grande do Sul, garante que pescou essas duas tainhas, que estavam nadando, em um avenida alagada, no dia de ontem.

DEU TAINHA NO JORNAL!

Foto Fernando Alexandre
Foto Andrea Ramos
CANOA CENTENÁRIA
"O vento sul é quem traz o peixe / O nordeste é quem encosta, diz a sabedoria da pesca. Enquanto os pescadores do litoral catarinense não cercam os grandes cardumes, vale a pena visitar o blog Tainha na rede (http:/tainhanarede.blogspot.com), dos jornalistas Fernando Alexandre e Andrea Ramos. Lá para os lados do Pântano do Sul, na Ilha de Santa Catarina, já estão todos preparados. Inclusive a canoa Espírito Santo, a mais velha de todas, com mais de cem anos, já na quarta geração da família Dário Coelho. Já teve outros donos e outros nomes e cortou muito mar na Caieira da Barra do Sul antes de ir para o Pântano. É uma canoa bordada, como dizem os manezinhos, ou seja, de borda alta. O nome atual da canoa foi dado por Manoel Vicente, o Vidoca, avô do Dário Coelho e quem realizou a primeira Festa do Divino Espírito Santo no Pântano do Sul. A canoa passa o ano todo dentro do rancho, esperando as tainhas chegarem. O rancho fica ao lado do restaurante da família Coelho, que, desde 1995, leva o nome de Restaurante Canoa Grande, em sua homenagem... Histórias da Ilha que vão se perdendo, mas que jornalistas como Fernando e Andrea, através do blog, ajudam a preservar. "

(Nota do jornalista Cacau Menezes em sua coluna de hoje, 19 de maio, no DC)

Lagoinha vira mar

Foto Marion Mentz

Vejam o que aconteceu com a Lagoinha dos Açores, Pântano do Sul!

terça-feira, 18 de maio de 2010

MAIS RESSACA NA ARMAÇÃO

Foto DC
A Prefeitura de Florianópolis decretou situação de emergência por causa da ressaca e da erosão na Praia da Armação do Pântano do Sul. Segundo o diretor da Defesa Civil municipal, Maximo Porto Selene, o documento será encaminhado à Defesa Civil estadual para homologação e entra em vigor depois da publicação no "Diário Oficial". "Se o mar avançar mais dez metros, as casas da comunidade serão invadidas pela água", disse ele.
"No decorrer de anos, a praia veio sendo subtraída, mas nada que fosse alarmante. Só que, de repente, em dois meses, a faixa de areia sumiu e a situação se agravou." Selene afirma que houve uma mudança na corrente marinha e as ressacas estão sendo contínuas. Por isso, a Defesa Civil está monitorando a orla.

ACORDES DA ILHA

Grupo Gente da Terra

Chuva, frio e vento súliiiiiiii.....

Foto Fernando Alexandre
O ciclone extratropical que está se formando na costa já está provocando chuvas em Santa Catarina, principalmente no Oeste. A madrugada deve ser chuvosa e com vento forte. Na terça, o tempo permanece instável, com possibilidade de temporal no Oeste, Litoral, Serra e Grande Florianópolis. A previsão é de chuva forte nas próximas horas. Os acumulados podem representar um terço da chuva esperada para o mês.O ciclone também diminui as temperaturas. Pela manhã, a máxima deve chegar a 20ºC no Litoral Norte e Grande Florianópolis. De acordo com a Epagri/Ciram, órgão que monitora as condições meteorológicas no Estado, os ventos podem ultrapassar os 90 quilômetros por hora. O mar poderá ficar bastante agitado, principalmente entre Florianópolis e o Litoral Sul, entre quarta e quinta-feira.

segunda-feira, 17 de maio de 2010

MOVIMENTO DOS MARES

Foto BBC Brasil
Um professor de oceaonografia da Universidade de Newfoundland, no Canadá, conseguiu recriar a dinâmica dos oceanos em laboratório, com um experimento usando uma plataforma rotatória de fluidos. A forma e a rotação da Terra são cruciais na dinâmica dos oceanos, e a plataforma montada pelo professor Iakov Afanassiev tenta reproduzir ambas. Um filtro colorido acima da plataforma permite aos pesquisadores “codificar” a topografia da superfície líquida – os movimentos, mesmo muito pequenos, aparecem em diferentes cores. O oceano tem um papel importante sobre o clima. Este experimento permite aos cientistas observar suas dinâmicas e medir com detalhes sua velocidade e direção. Os resultados podem ser usados para melhorar os modelos matemáticos de processos climáticos.
(BBC Brasil)

Um ano de Tainha na Rede!

E não deu peixe...

Foto Fernando Alexandre
Na vigia "Sêo Domingos", nas dunas da Baía do Pântano do Sul, olhos atentos procuram o peixe.
No primeiro final de semana da pesca da tainha deste ano, não deu peixe. De tarrafa, alguns pescadores já estão capturando algumas tainhas adultas, mas os grandes cardumes ainda não encostaram nas praias da ilha. A expectativa agora é com as temperaturas que estão baixando e o esperado vento Sul, que é quem "encosta o peixe", como dizem os mais experientes. Mas até quarta-feira isto deve ocorrer, com o ciclone extratropical que já se encontra no litoral de Santa Catarina.
Fiscalização
Neste final de semana, policiais ambientais e federais fiscalizaram a pesca da tainha em Barra Velha e Balneário Barra do Sul. O objetivo era conferir se a captura do peixe estava sendo feita apenas por cadastrados no Sindicato dos Pescadores de Santa Catarina. Mas nenhuma irregularidade foi encontrada.

domingo, 16 de maio de 2010

Tainhas do Céu

O cerco das tainhas na Barra da Lagoa. Reportagem exibida em 2009 no Jornal Nacional, da Globo.
Pescadores e moradores da Barra da Lagoa se reunem hoje no principal rancho de pesca para pedir a deus e aos céus uma boa safra de Tainhas. A missa em ação de graças vai marcar a abertura da temporada deste ano naquela comunidade. Se der muito peixe, o "quinhão da igreja" está garantido.

sábado, 15 de maio de 2010

ÚÚÚÚÚÚ!!!!!!

Cerco do ano passado - Foto Fernando Alexandre
.
ABRIU A PESCA!!!
.
Os olhos estão fixos no mar desde cedo, nessa manhã de outono com temperaturas amenas, céu azul, e um suave vento Nordeste. Os "ternos de praia", formados pelas canoas "Osmarina", "Terezinha", "Espírito Santo" e "Mariposa" já deixaram os ranchos e estão à meia-praia. Todas "aprontadas". Na parte mais alta das dunas, próximo ao Balneário dos Açores, a "Vigia Sêo Domingos" já está montada e os pescadores mais experientes estão desde cêdo passeando o olhar pelas águas da Baía do Pântano do Sul em busca dos grandes cardumes que já saíram da Lagoa dos Patos, no Rio Grande do Sul.
A "Camaradagem" da Tainha, (cerca de 200 pessoas que participam ativamente da pesca) e toda a comunidade já está de ouvido apurado a espera do "apupo", o sonoro
ÚÚÚÚÚÚÚÚÚÚÚÚÚÚÚÚ!!!!!!!!,
grito que ressoa e se multiplica rapidamente pelas ruas, casas e becos da vila e avisa da proximidade dos peixes.
É que começou hoje, sábado, dia 15, a pesca da tainha em todo o litoral de Santa Catarina, ritual centenário que ainda agrega e reune moradores da praia em torno de uma atividade coletiva. Com o fim do defeso, período do ano em que a pesca é proibida para que os peixes se reproduzam, já é permitida a captura das tainhas nas praias e costões de todo o litoral, seja de tarrafa, garatéia ou rede de arrasto, o terno de praia. No Sul da ilha a pesca também é realizada em pequenas embarcações (baleeiras ou botes) que cercam os cardumes numa distância mínima de uma milha (cerca de 1800 metros) das praias e costões com redes de caça de malha.

sexta-feira, 14 de maio de 2010

quinta-feira, 13 de maio de 2010

MAR GRANDE...

Fotos Fernando Alexandre

A ressaca que desde ontem bate firme em todo o litoral de Santa Catarina, com vento Sul forte, vem impedindo a pesca e ....

...obrigando os barcos a se abrigarem atrás da Ilha Irmã do Meio. Foto DC

Na praia da Armação, o mar voltou a derrubar casas e ameaçar outras. Veio buscar o que lhe foi tirado!

MAR DE ESTRELAS...

Foto Nasa
A Nasa (agência espacial norte-americana) divulgou nesta quinta-feira (13) imagens da sonda Wise mostrando a estrela Menkhib, uma das mais brilhantes da constelação de Perseu. A estrela, exibida na parte superior esquerda da imagem, próximo a uma nuvem vermelha de poeira, está cercada pela nebulosa Califórnia, na diagonal da imagem. Menkhib é uma das estrelas mais quentes visíveis à noite no céu. Sua temperatura de superfície é seis vezes maior que a temperatura do sol. Devido a sua alta temperatura, a estrela apresenta uma cor entre azul e branca.

Novas normas

O QUE PODE E O QUE NÃO PODE NA PESCA
Foto Fernado Alexandre
" Zé Gancheiro" e "Osmarina" sendo aprontadas para a pesca no Pântano do Sul.
Instrução Normativa do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama), de 2009, que dispõe sobre normas para a captura de tainha e para o exercício da pesca, reduziu o número de licenças para as embarcações da chamada frota industrial que opera com redes de cerco e realizam a captura do peixe logo que ele sai da Lagoa dos Patos.. Para os pescadores artesanais, que cercam o peixe no mar com redes de caça-de-malha, a legislação também ajudou por serem grandes as diferenças das embarcações e tecnologias usadas. Enquanto os artesanais ainda utilizam o olho para identificar a presença de cardumes no mar, as grandes parelhas fazem a localização de cardumes a cinco milhas com um sonar. Para estar de acordo com a legislação, independente de ser pesca industrial ou artesanal, é necessário obedecer a distância de 300 metros do costão e 800 metros das praias onde ocorre a pesca de arrasto. Este cuidado ocorre por ser a tainha uma espécie de peixe considerada "de passagem". Se o cardume entra no costão, precisará sair.
Boias não chegaram
As boias pedidas ao Ministério da Pesca para delimitar as áreas para o arrasto (peixe levado até a praia com o uso de redes) e a pesca embarcada (caça de malha) ainda não chegaram. Para o presidente da Federação dos Pescadores de SC, Ivo Silva, foram solicitadas 300 boias. Com este material, seria possível demarcar os espaços desde Garopaba até São Francisco do Sul. A esperança é de que ao menos 150 boias sejam liberadas até o final de semana, suficiente para a delimitação somente em Florianópolis. A boia fica posicionada a cerca de 800 metros da praia, distância que os barcos não podem se aproximar .

MANEMÓRIAS

Numa manhã chuvosa e fria de 13 de Maio de 1926, a Ilha estava (definitivamente?) ligada ao resto do mundo.
#
"É, aquela ponte pode ser uma parábola. A nossa vida é uma constante e exaustiva busca de terra firme..."
((Almiro Caldeira, escritor - Ilha de Santa Catarina - 1921/2007)

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Faltam só 3 dias...

Foto Fernando Alexandre
Os Espinheiros floriram, as Aroeiras estão abarrotadas de frutinhas, os caranguejos estão aparecendo na praia, as redes estão todas prontas, as canoas-bordadas já estão a meia-praia e pescadores que andam lá pelo sul garantem que está saindo peixe de monte lá da Lagoa dos Patos:
- É só passar o remo que os bichos pulam!
Agora é só esperar, olhar para o mar e torcer para que o vento Sul continue e as temperaturas continuem baixas.
ÚÚÚÚÚÚÚÚÚÚÚÚÚÚ!!!!!!!!!!!!!!!!!

Navegantes...

Foto Fernando Alexandre

ACORDES DA ILHA

Mergulhe mais fundo no www.myspace/coletivooperante.com

terça-feira, 11 de maio de 2010

Fiscalização

Com o vento sul que continua batendo firme em Santa Catarina e com as baixas temperaturas desta semana, as primeiras mantas de tainhas já começam a ser avistadas no Sul da ilha. Nos costões do Saquinho, Rio das Pacas (Praia da Solidão) ou mesmo na Costa de Dentro as primeiras tainhas desta safra já foram tarrafiadas e devidamente degustadas.
Na praia do Pântano, as canoas-bordadas ainda estão nos ranchos, mas Terezinha, Osmarina, Mariposa e Espírito Santo já estão "aprontadas" para a pesca que começa neste sábado, com o fim do defeso.
Este ano, o Sindicato dos Pescadores do Estado de Santa Catarina (Sindpesca) promete fiscalizar a pesca da tainha para pegar os falsos pescadores. Quem garante é Osvani Gonçalves, presidente da entidade que congrega 19 regionais no Estado e representa cerca de 40 mil associados. Uma equipe com cinco fiscais estará nas praias onde, tradicionalmente, ocorre lance do arrastão do pescado, de maio a julho. – Vamos exigir a documentação prevista no Sistema da Previdência Social e da Receita Federal, o que já é de conhecimento das pessoas interessadas. Esta história de funcionário público, policial, empresários nas praias atrapalhando o trabalho dos pescadores, devidamente regulamentados, vai acabar – diz. Gonçalves diz que isso nada mais é do que está previsto na Constituição Federal, onde cabe ao sindicato defender os direitos quanto ao exercício da profissão. O presidente do Sindpesca lembra também a Lei da Pesca, a de número 11.959, que trata das contravenções penais: – Vamos fazer abordagem, identificar e exigir documentos. Não temos poder de prender ninguém, mas se for o caso iremos acionar a polícia para que providências sejam tomadas. Para Gonçalves, é preciso fazer cumprir a lei para quem de direito vive da atividade, como milhares de famílias. Santa Catarina é um dos estados mais importantes na produção do pescado e o maior produtor de pescado marinho do Brasil. Itajaí, no litoral catarinense, é considerado o maior polo pesqueiro do Brasil. O setor gera cerca de 15 mil empregos diretos e ultrapassa a 50 mil empregos indiretos.
(com informações de Ângela Bastos, do DC)
Clic que cresce! A exposição abre quinta-feira, dia 13, à partir das 5 da tarde na Livraria Livros & Livros (Gerônimo Coelho, 215).

Mar de Reggae

Robert Nesta Marley - (Nine Mile, 6 de fevereiro de 1945 /Miami, 11 de maio de 1981)

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Faltam 5 dias...

Foto Mugiate Brasiliense
Nas praias, todos estão esperançosos. A safra de tainhas deste ano vai ser das melhores. Com o fim do "defeso" - período em que a pesca é proibida - no dia 15, próximo sábado, começa a pesca da Tainha. Nos butecos, peixarias, bares e na beira da praia é só no que se fala. Com o vento Sul que soprou firme no final de semana, grande quantidade de peixes deve ter saído da Lagoa dos Patos, iniciando assim o seu corso que vai até o estado do Espírito Santo. Como a pesca ainda está proibida, os barcos pesqueiros das grandes empresas que costumam pegar o peixe logo na saída, na bôca da lagoa, devem ter deixado grandes cardumes escaparem rumo ao norte, em busca de águas mais quentes para a desova anual.
Obrigatoriamente elas chegam ao litoral de Santa Catarina.
E dá-lhe peixe!
ÚÚÚÚÚÚ!!!!!!!!!!!

Naufrágio no Arvoredo

Um barco pesqueiro de grande porte, de uma empresa de Itajaí, Norte do Estado, naufragou a cerca de um quilômetro da Reserva do Arvoredo e 40 quilômetros da costa da Ilha de Santa Catarina, na noite de sábado, por volta das 21h, conforme informações do Grupo de Busca e Salvamentos do Bombeiros da Capital (GBS). As seis pessoas que estavam a bordo foram salvas graças ao rádio de comunicação, que alertou tripulantes de um barco que estava próximo ao local sobre o acidente e procedeu o salvamento do grupo em perigo. Conforme relatos dos tripulantes, o barco afundou com muita rapidez. O mau tempo do sábado também pode ter contribuído para a ocorrência do acidente. Ontem, uma equipe do GBS localizou a embarcação, chamada Alto Mar 7. O barco, de 19 metros, está partido ao meio e no fundo do mar, a uma profundidade de cerca de 25 metros. A empresa proprietária da embarcação deve realizar o recolhimento do barco nos próximos dias. (Tarrafeado diretamente do Clic Rbs)