quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

E foi-se a primeira Ilha...

Uma pequena ilha desapareceu da superfície do planeta devido ao aumento do nível do mar provocado pelo aquecimento global, segundo uma reportagem do jornal "Independent". A ilha de Lohachara, na baía de Bengala, Índia, é a confirmação de previsões sobre o agravamento do efeito estufa.
Há oito anos, algumas ilhas desabitadas do arquipélago de Kribati, no Pacífico, desapareceram. Os habitantes de Vanuatu (próxima ao local) foram retirados de suas casas por precaução. Segundo especialistas, à medida que os mares se elevam, países com vastas planícies costeiras, como o Egito ou Bangladesh, podem perder boa parte de suas terras. O desaparecimento gradual de Lohachara, porém, não tem precedentes. No passado, o local abrigava 10 mil pessoas.O sumiço total da ilha foi confirmado por cientistas da Universidade Jadavpur, de Calcutá, que estudavam em Sunderbans, uma região de mangue no delta do Ganges. Os pesquisadores ficaram sabendo da submersão por imagens de satélites. Uma ilha vizinha, Suparibhanga, também desapareceu, assim como dois terços de outra ilha povoada, Ghoramara. "Em questão de alguns anos ela vai ser engolida também", diz Sugata Hazra, coordenador do estudo.Há ainda outras dez ilhas em processo de submersão na parte indiana do delta --cerca de 400 tigres que vivem na área poderão morrer devido ao fenômeno. Até então, acreditava-se que as Ilhas Carteret, em Papua-Nova Guiné, seriam as primeiras terras povoadas a submergir --o que poderá ocorrer em cerca de oito anos. Lohachara, porém, foi a primeira ilha povoada a sumir.

Vozes do Mar

O multiplo Valdir Agostinho, da Barra da Lagoa, e a banda Coletivo Operante.

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Botando mais fogo nesse inferno...

O ano de 2010 poderá bater todos os recordes de temperatura, apesar de o Sol estar em um período de baixa atividade. Apesar da ladainha de que o aquecimento global "parou" em 1998, 2009 terá sido um dos cinco anos mais quentes já registrados desde que as medições por termômetros começaram, em 1850. Na década 2000-2009, a temperatura média do planeta foi 0,4 ºC maior que a registrada entre 1961 e 1990, segundo o Met Office (serviço de meteorologia britânico). O Met Office prevê que 2010 tem chance de encabeçar a lista. O balanço de temperaturas deste ano é mais notável quando se considera que desde 2008 o Sol se encontra mergulhado num "mínimo profundo" de atividade, do qual só começou a sair em meados deste ano. Segundo a Nasa (agência espacial dos EUA), tamanha calmaria na atividade solar não era observada desde 1913. Os especialistas estimam que o retorno à atividade máxima só ocorra em 2013. Enquanto isso, a contribuição solar para as variações climáticas é equivalente a apenas um décimo da contribuição dos gases de efeito estufa antropogênicos --ou seja, o clima da Terra não deve esperar o retorno da atividade solar para bater recordes. "Enquanto a temperatura média global foi de 14 ºC entre 1961 e 1990", explica o Met Office, a de 2010 deve ficar ao redor de 14,58 ºC. James Hansen, diretor do Instituto Goddard de Ciência Espacial, da Nasa, estima uma chance maior que 50% de que isso ocorra mesmo. (Le Monde).

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Baleias mortas

Foto Efe
Mais de 125 baleias morreram encalhadas em dois pontos da costa da Nova Zelândia durante o fim de semana. Habitantes locais e ambientalistas ainda conseguiram salvar 43 mamíferos no domingo, na praia de Colville Bay. Em Farewell Spit, a oeste da cidade de Nelson, em South Island, 105 baleias piloto morreram atoladas no sábado, enquanto 21 outras da mesma espécie morreram neste domingo. Dois fatores que podem ter causado a mortandade dos animais. Ou o grupo se desorientou e acabou em águas rasas, ou uma baleia ficou doente e todas as outras a seguiram. Durante esse período do ano, a costa da Nova Zelândia é rota para as baleias que se dirigem à Artártida para se reproduzirem.

sábado, 26 de dezembro de 2009

Manésuname, a nossa onda...

Animação de Marcelo Gevaerd e música "Floripa Invadida" da Banda M99.

Cinco anos depois

Há cinco anos, um tsunami atingia a região do Oceano Índico, devastando diversos países e deixando mais de 200 mil mortos. Segundo as estimativas, as perdas teriam chegado aos US$ 10 bilhões. Cinco anos depois, a BBC voltou à praia de Pukhet, na Tailândia, um dos locais atingidos pela onda gigante. Os habitantes deste "paraíso", que quase tiveram sua vida destruída pela natureza, agora estão reconstruindo seu caminho tirando proveito justamente dela. Assista à reportagem de Rachel Harvey, da BBC.

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

MAR DE LAMA

Tiraram um blog do ar Tinha um inseto a incomodar Mar de Lama, é probibido mostrar? Mosquitos incomodam Mas censura e sem vergonhice incomodam muito mais! Saiba mais no blog do Canga: http://cangarubim.blogspot.com/

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

MAR SUJO

Foto Sujando Costa
A Fundação do Meio Ambiente (Fatma) divulgou nesta quarta-feira o quarto relatório sobre a qualidade da água dos balneários do litoral catarinense, que apontou 34 pontos impróprios para banho em Santa Catarina. De acordo com o levantamento, em Florianópolis, 14 (22,22%) locais analisados não são recomendados. No Estado, a porcentagem é de 17,61%. Em Balneário Camboriú, de 14 pontos analisados, cinco pontos estão impróprios para banho. Em Bombinhas, de oito analisados, todos são recomendados. Em Florianópolis, entre os locais impróprios estão a Praia da Saudade, Praia da Armação do Pântano do Sul, Praia do Meio, Praia do Balneário, Praia do Bom Abrigo, Praia do Jardim Atlântico, Praia José Mendes, Praia do Matadouro, Praia do Meio, Praia dos Ingleses, Praia Brava, Beira-Mar Norte, Praia Ponta das Canas e Lagoa da Conceição. A pesquisa de balneabilidade é realizada pela Fatma desde 1976. É feita com a coleta de amostras da água do mar em mais de 180 pontos dos 500 quilômetros da costa catarinense.

Okeanós: energia no balanço das ondas

As enormes “serpentes” do Projeto experimental Okeanós
Quem passa por Póvoa de Varzim, cidade do litoral norte de Portugal, avista no horizonte três enormes “serpentes marinhas” vermelhas a boiar no mar. Elas são, na verdade, geradores de energia formados por grandes tubos de aço articulados com 37 metros de comprimento cada um. Ao oscilar como cobras com o quebrar das ondas, os geradores acionam as turbinas e produzem energia (enviada à terra por cabos submarinos) sufi ciente para abastecer 1500 casas.
E essa é apenas a fase experimental do projeto batizado Okeanós, o primeiro parque mundial que aproveita o movimento das ondas – e não o sobe e desce das marés, como é mais comum – para gerar energia. Até o fi m de 2011, espera-se que 28 serpentes (ou geradores) estejam em ação para poder iluminar a vida de cerca de 250 mil habitantes da cidade, através de uma fonte limpa, renovável e ainda capaz de poupar ao meio ambiente 60 mil toneladas de dióxido de carbono por ano. Tudo só com o doce balanço do mar....
Rafael Tonon – Revista Vida Simples – 11/2009 / www.planetasustentavel.com.br

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

MAR DE SONS

"Percutindo Mundos", grupo do litoral paulista que participou dos shows que comemoraram os 30 anos do Teatro Lira Paulistana. Depois de navegar por um mês em mares paulistanos, dropando uma verdadeira tsunami de sons em dezenas de shows que comemoraram os 30 anos do Teatro Lira Paulistana, movimento/movimentação que agitou São Paulo nos anos 80, estamos de volta a nossa praia.

Botando mais fogo nesse inferno...

Foto Fernando Alexandre
O verão brasileiro que acabou de começar nesta segunda, dia 21, às 15h47min, terá temperaturas acima das registradas nos últimos anos. Nas regiões Sul e Sudeste, a tendência é que continue a chover na mesma intensidade que vem sendo registrada. A informação é do Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos (CPTec) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). A excepcionalidade se deve ao fenômeno atmosférico-oceânico El Niño e ao aquecimento global. O fenômeno se caracteriza pelo aquecimento anormal das águas superficiais no Oceano Pacífico Tropical. A ocorrência afeta o clima regional e global e muda os padrões de vento e o regime de chuva em regiões tropicais e de latitudes médias. No Brasil, o fenômeno causa mais chuva na região Sul e seca no Norte. De acordo com especialistas do CPTec, em 2008 houve aumento de 0,36 ºC na temperatura do planeta, quando comparado aos registros de 1961. A previsão de um verão mais quente, porém, não representa uma mudança climática definitiva. Para considerar a variação como fixa seria necessário analisar um período de 50 a 100 anos

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Mar dos 30

Show de abertura da comemoração dos 30 anos do Lira Paulistana, no Sesc Consolação, em São Paulo, no dia 17 de novembro. Desde então temos tido o privilégio de estar presente em todas as platéias, nas apresentações da chamada Vanguarda Paulista, que surgiu no antigo porão da Teodoro Sampaio, nos anos 80.

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Onde o rio encontra o mar

"Homem da lama" do mangue da ilha de Batevento, no Maranhão.
Lamacento, cheio de troncos torcidos e pernilongos, o mangue, paisagem que muitas vezes recebe olhares enviesados, é na realidade uma região que abriga um dos mais complexos, ricos e delicados ecossistemas do planeta. Neste lugar de água salobra, onde o rio se encontra com o mar e a maré é muito instável, moram e trabalham os catadores de caranguejo. Praticamente excluído socialmente, o povo do mangue adquiriu notoriedade com o movimento musical mangue beat, idealizado na década de 90 pelos músicos Chico Science e Fred 04. Uma fama que infelizmente não serviu para imunizar os catadores e a sua fonte de renda do desequilíbrio ambiental. Os "homens da lama" têm uma área cada vez mais escassa para trabalhar, principalmente por causa de um vilão chamado carcinicultura - fazendas de criação de camarão, muitas vezes clandestinas. Isso porque, depois de no máximo cinco anos, os criadores são obrigados a mudar de lugar para evitar a proliferação de doenças nos camarões. Uma mudança que tem deixado um rastro de destruição para trás. Mais complexo do que as questões de preservação, só mesmo o próprio sistema biológico dos mangues. Eles cobrem uma extensa e recortada área do litoral brasileiro, do Amapá a Santa Catarina. Além de morada de bichos aquáticos e terrestres, a vegetação emaranhada serve de peneira e impede que troncos e outros sedimentos sejam transportados dos rios para o oceano. O mangue acolhe aves, mariscos, cobras, crocodilos e os caranguejos, donos do pedaço. Esse animal passa o dia revirando o lodo - um processo importantíssimo, pois libera oxigênio aos vegetais. É o início de uma cadeia alimentar de muitas espécies de peixes e crustáceos, que, por sua vez, são alimentos de outros peixes de água salgada e que, por fim, chegam à nossa mesa. Deu para imaginar o que aconteceria se esse habitat simplesmente deixasse de existir?

sábado, 14 de novembro de 2009

Pilossauro

O crânio fossilizado de um "monstro marinho" gigante foi descoberto na costa da Grã-Bretanha. O predador, chamado de pilossauro, viveu nos oceanos há 150 milhões de anos. O crânio tem 2,4 metros de comprimento, e especialistas dizem que ele poderia pertencer a um dos maiores pilossauros já encontrados: com até 16 metros de tamanho.
O fóssil, que foi encontrado por um colecionador, foi comprado pelo governo do condado de Dorset por 20 mil libras (cerca de R$ 65 mil). Ele foi comprado com dinheiro do Heritage Lottery Fund (um fundo da loteria britânica destinado a patrimônios culturais) e será analisado cientificamente, para depois ser exposto ao público no museu do condado.
Os Pilossauros pertencem a um grupo gigante de répteis aquáticos que dominavam os mares na mesma época em que os dinossauros viviam na Terra. Eles tinham pescoços curtos e cabeças gigantes, semelhantes a de crocodilos, com mandíbulas poderosas e dentes grandes e afiados. Usando quatro patas em formas de pás para impulsionar seus corpos pela água, eles conseguiam facilmente alcançar presas como ichthyossauros (peixes-répteis) e outros plesiossauros.
Segundo o paleontólogo David Martill, da universidade britânica de Portsmouth, eles eram monstros, que tinham músculos gigantes nos seus pescoços, o que permitia que segurassem bem suas presas e provocassem um banho de sangue.
Informações e imagens da BBC Londres.

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Al Mare

Foto divulgação
O publicitário aposentado Werner Hennig, 58 anos, começou uma aventura inusitada na segunda-feira. Hennig saiu de Balneário Camboriú, no Litoral Norte de Santa Catarina, e pretende chegar a Florianópolis a nado. Caso não consiga percorrer os cem quilômetros, o aposentado diz que não irá se sentir frustrado se parar no meio do caminho.
Sentado na areia da Praia da Ilhota, em Itapema, ele desabafou: — Não imaginei que seria tão difícil. Vou seguir em frente, mas se eu conseguir chegar até Bombinhas já estarei muito satisfeito.
Hennig saiu de Balneário Camboriú levando apenas uma câmera fotográfica, uma filmadora, um aparelho de GPS, telefone celular e alguns mantimentos que transporta em uma prancha presa ao corpo. Após nadar e mergulhar cerca de 13 quilômetros, parou na quarta-feira em Itapema para recuperar as energias. — A maior dificuldade está sendo a mudança de correnteza do mar. Quando nado contra a corrente, o esforço que faço é muito maior — explicou. Por precaução, Hennig nada sempre perto das margens. O aposentado sabe das dificuldades que terá pela frente, principalmente depois que passar a região de Porto Belo, onde deverá encontrar menos praias e mais costões de pedras.
Como mantimentos, Hennig carrega garrafas de água, biscoitos, barras de chocolate e linguiça. — Trouxe para matar a fome e a sede quanto estiver longe das praias. Esta não é a primeira aventura do riosulense. Em 1991, ele percorreu de bicicleta dezenas de países da Europa. Há quatro anos, pedalou durante 58 dias, de Blumenau até a cidade de Ushuaia, na Argentina, a 3 mil quilômetros ao sul de Buenos Aires. Hennig pratica sempre alguma atividade física e admite não ter feito uma preparação específica para o desafio. Quanto a roteiros ou planejamento, ele tem a resposta: — Em aventuras não há muito o que planejar, não há como prever os acontecimentos. Estou com a natureza, é ela quem define meu roteiro e quando devo parar.
(Informações DC)

terça-feira, 10 de novembro de 2009

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Cabo Horn, um grande desafio

Imagens históricas de grandes veleiros - clippers - cruzando o Cabo Horn.
Cabo Horn é o ponto mais meridional da América do Sul. Encontra-se na Ilha de Hornos, no arquipélago da Terra do Fogo, na porção pertencente ao Chile. Dos grandes cabos, é o que se encontra mais ao sul e compõe a parte norte do Estreito de Drake. Até à abertura do Canal do Panamá, era passagem obrigatória da rota dos navios que viajavam ao redor do globo, indo para a costa oeste dos Estados Unidos, China, Índia e toda a Ásia. As condições de navegação ao redor do cabo costumam ser particularmente severas, com fortes ventos, constituindo um marco para navegantes de todos os tipos, até nos dias atuais. Várias regatas de veleiros de oceano, como a Volvo Ocean Race, antiga Whitbread Round the World Race, velejam ao redor do globo passando pelo Cabo Horn. Seu nome vem da cidade holandesa de Horn, patrocinadora de dois navios enviados pela Companhia das Índias Ocidentais no início do século XVII, capitaneados pelo navegador Jacob le Maire com o navegador Willem Schouten, para investigar a hipótese levantada por Drake da existência de uma passagem meridional da América para a Ásia e Índia, que romperia o monopólio do comércio de especiarias pelos portugueses pelo Cabo da Boa Esperança, ao sul da África. Em janeiro de 1616, eles transpuseram o cabo pela primeira vez, sob violenta tempestade.

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Gigantes

A superpopulação de águas-vivas gigantes está trazendo prejuízos para a indústria da pesca no centro do Japão. Entre setembro e outubro, pescadores chegaram a fisgar duas mil águas-vivas gigantes. Com cento e cinquenta quilos e mais de um metro de diâmetro, as águas-vivas arrebentam as redes, dificultando o trabalho dos pecadores. Ainda não se sabe o que tem causado o aumento do número de águas-vivas, mas especialistas suspeitam que o aquecimento da água nesta área pode ser a razão.

Malheiras III

Foto Fernando Alexandre

domingo, 1 de novembro de 2009

Tubarão Gigante

Foto BBC, Londres
Ilha de Queensland, na Austrália.
Um tubarão branco de pelo menos cinco metros de comprimento levou uma popular ilha turística do nordeste da Austrália, a entrar em alerta. Segundo Tim Mulherin, secretário de Pesca do estado de Queensland, o animal foi atraído às praias da região por corpos de baleia que encalharam no litoral. Biólogos marinhos que analisaram as marcas de mordida nos cetáceos mortos disseram que o tuburão deve medir pelo menos cinco metros. Para evitar que o maior predador dos oceanos ameace os banhistas da ilha de Stadbroke, ambientalistas recomendaram que as baleias mortas sejam arrastadas para alto mar. "A solução dará trabalho, mas salvará vidas humanas", disse o presidente da Sociedade para a Preservação da Fauna de Queensland, Simon Baltais. Um tubarão branco pode chegar a medir sete metros de comprimento e a pesar quase três toneladas, segundo especialistas.
Fonte: BBC

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Titanic: o último saque

Imagens originais de 1912 e do navio no fundo do mar, em 1985. A Corte de Justiça do Distrito de Norfolk, no Estado da Virgínia (EUA), está julgando quem deve ficar com os objetos que estavam no Titanic, avaliados em mais de US$ 110 milhões (mais de R$ 180 milhões). O transatlântico afundou em sua viagem inaugural entre a Inglaterra e os Estados Unidos, em 1912, matando 1.522 pessoas. A empresa RMS Titanic Inc. descobriu os restos do navio, em 1985, a 600 quilômetros da costa da Nova Escócia (Canadá) e a quase 4 Km abaixo da superfície (foto), numa expedição patrocinada pelo Discovery Channel. Caso a justiça decida que o tesouro seja “patrimônio nacional”, a empresa quer receber um prêmio de mais de US$ 200 milhões por tê-lo encontrado.

Baixinho invocado faz 50 anos

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Farol da Ponta da Galheta

Foto Fernando Alexandre
No alto do morro, o farol da Ponta da Galheta também pode ser visto da Costa da Lagoa.
O farol da Ponta da Galheta, também conhecido
como o Farol da Barra da Lagoa, está
localizado no alto do morro com um foco a uma
altura de 150 metros acima do nível do
mar. Com um alcance de 16 milhas
náuticas, é ele quem orienta todas as
embarcações que circulam na região. Considerado
tecnicamente como um "farolete", vive constantemente sofrendo depredações, como boa parte dos farois da Ilha
de Santa Catarina.

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Iemanjá é retirado do Mar

Foto Fabrício Escandiuzzi Após quase um mês nas areias e sob as constantes ondas na praia da Barra da Lagoa, em Florianópolis, o veleiro Iemanjá, que estava encalhado foi retirado no último sábado com a ajuda de uma retro-escavadeira. A retirada deu muito trabalho aos operadores da máquina.O resultado não poderia ser outro. A embarcação foi danificada com o sobe e desce das marés. Anteriormente o barco já havia sido saqueado por várias pessoas. O barco do argentino Cristian Federico Chaina, de 40 anos, foi arrastado para a praia pela correnteza, depois que ele ancorou na baía da Barra da Lagoa para proteger-se do mau tempo. Ele velejava sozinho desde 20 de agosto, quando saiu da provincia de Rosário, na Argentina, para Angra dos Reis, no litoral do Rio de Janeiro.

Cinco mil anos Submersa

As ruínas de Pavlopetri, localizada perto da costa da cidade de Lacônia, na Grécia, foram decobertas há 40 anos, mas só agora especialistas estão desvendando os mistérios do local. O arqueólogo submarino Jon Henderson da Universidade de Nottingham, na Inglaterra, comanda um grupo de especialistas que trabalham com o governo grego para retomar os trabalhos da expedição pioneira, liderada pela Universidade de Cambridge. O arqueólogo Nicholas Flamming foi o primeiro a mapear a região em 1968 e agora se uniu à equipe para ajudar na exploração da cidade submersa. Hoje se sabe que Pavlopetri é pelo menos um milênio mais velha do que se imaginava. Em vez de quatro, tem cinco mil anos. Nos próximos cinco anos os arqueólogos vão fazer um mergulho no tempo para descobrir quem viveu em Pavlopetri e por que a cidade desapareceu. A reportagem é da BBC de Londres.
ONDE FICA

Lacônia é uma província do sudeste do Peloponeso e sua capital é a cidade de Esparta. É uma das prefeituras mais histórica da Grécia. Muitos castelos e igrejas bizantinas estão nas cidades de Mystras e em Monemvasia. A famosa caverna de Dyros também está localizada em Lacônia.

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

ZEUS AO VENTO...

Foto Divulgação O veleiro Zeus, único representante catarinense na 59ª Regata Santos-Rio, venceu nas classes ORC Internacional 600 e First 40.7 na mais importante competição de percurso da vela de oceano brasileira. Depois de partir na tarde da última sexta-feira das proximidades da Praia do Gonzaga, o barco com bandeira do Iate Clube de Santa Catarina — Veleiros da Ilha, de Florianópolis, cruzou a linha de chegada na frente dos concorrentes às 6h45min deste domingo. Na tripulação, o comandante Inácio Vandresen contou com Felipe Linhares (o Fipa), Guilherme Rupp, Roberto Salles (o Bichinho), Ildefonso Witoslawski Júnior, Alexandre Back, Eduardo Metz e Marcus Jardim para fechar os 360 quilômetros na frente de três tripulações cariocas.

Jangada no mar...

Manobloco e Lenine cantam Caymmi e Sérgio Sampaio. Circo Voador, Rio, em 2005.

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

PAISAGEM ESPECULADA

Foto Fernando Alexandre
Quem sobrevoar ou passar pela praia do Pântano do Sul, extremo Sul da Ilha de Santa Catarina, neste domingo, dia 25 de outubro, a partir das 10 da manhã, vai perceber uma frase inusitada escrita em grandes letras nas areias de sua praia:
" P A I S A G E M * E S P E C U L A D A "
Não se trata de nenhuma campanha publicitária de lançamento de um novo "resort"; de mais um modernoso campo de golf (com 9 buracos, no mínimo) ou de qualquer mega empreendimento imobiliário "totalmente sustentável" que vai "alavancar o turismo e promover o desenvolvimento" da comunidade.
Trata-se de um poema coletivo escrito nas areias da praia. Um pequeno e triste poema de alerta. E um desesperado aviso aos navegantes: estão destruindo nosso mar, nossas praias, nosso pântano e nossos morros. Estão destruindo nossas vidas.
Esse pequeno poema de alerta vai ser escrito por todos, que podem levar para a praia pás de todos os tamanhos e formas, enxadas, ancinhos, baldes e latas. Ou seja: qualquer ferramenta que sirva para cavar a areia e escrever na praia o alerta.
A idéia do evento surgiu da tensão existente hoje entre a especulação imobiliária e os anseios de boa parte da comunidade da região em preservar a Planície do Pântano do Sul, transformando-a em um parque natural protegido.
A manifestação - que será devidamente documentada do alto - ficará visualmente ainda mais interessante se as pessoas puderem vestir roupas amarelas (calça, ou camiseta, vestido, boné, etc).
O ponto de encontro é em frente ao "Bar e Restaurante Pedacinho do Céu", lado direito de quem chega na praia, as 10 da manhã deste domingo. Onde depois (e durante também) do evento, poderemos confraternizar, cervejar, petiscar e provar uma deliciosa "sopa de siri com letrinhas" preparada especialmente pela Comandante Zenaide para a ocasião.
Promovem o evento o Grupo Rosa dos Ventos ( http://grupo-rosadosventos.blogspot.com, www.gruporosadosventos.com.br); o Núcleo Gestor Distrital do Pântano do Sul do PDP; Cine-Clube Armação; INMMAR - Instituto para o Desenvolvimento de Mentalidade Marítima; ABA - Associação do Bairro dos Açores e Rádio Comunitária Campeche. Apoio do Bar e Restaurante Pedacinho do Céu.
Para contatos: Silvana Macedo (48) 3233-0083; Gert Schinke: 8424-3060; Raquel Macruz: 8455-5932.
O quê - Evento Cultural Paisagem Especulada.
Onde - Pântano do Sul
Como Chegar - De ônibus até praia do Pântano do Sul, à direita na praia em frente ao Restaurante Pedacinho do Céu.
Quando - Dia 25/10/09 (domingo)Horário: 10:00 da manhã.

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

LULA VAI A LEILÃO !

Foto Eduardo Pacheco
A lula gigante encontrada na terça-feira da semana passada na Praia do Campeche, vai a leilão! Isso mesmo. Com aproximadamente 4 quilos e medindo mais de um metro, a lula vai ser leiloada neste final de semana, no dia 24, com lance minímo de R$ 250,00. Parte da renda será doada para a APLG - Associação de Proteção as Lulas Gigantes. Maiores informações e lances podem ser obtidas no ZECA BAR E RESTAURANTE, na praia do Campeche, Florianópolis. Segundo biólogos da Universidade do Vale do Itajaí (Univali), esta lula não é comum na costa e sim em alto-mar. O animal pode ter encalhado ou enroscado em alguma rede de pesca. Pesquisadores afirmam que aqui no litoral é comum encontrar lula, mas que pese em torno de 100 gramas. Lula gigante se apaixona por robot da Petrobrás nas pesquisas do pre-sal, imagens do dia 26 0utubro do ano passado.

domingo, 18 de outubro de 2009

Rick . 5

Imagem de satélite / AP O furacão Rick ganhou força e alcançou a categoria 5, a máxima na escala de Saffir-Simpson, em frente à costa oeste do México, com ventos superiores a 260 km/h, informou o Centro Nacional de Furacões americano. Segundo o centro, imagens de satélite permitem estabelecer que o furacão --o sétimo furacão da temporada no nordeste do Pacífico-- já está na categoria dos mais perigosos e pode atingir a Baixa Califórnia na próxima semana.

MAR DE ESTRELAS

Trechos do documentário "Maria Bethânia - Música é Perfume" - Direção de Georges Gachot. Estrela do Mar é composição de Marino Pinto e Paulo Soledade.

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

MAR DE ARTISTA

O artista plástico Marcelo Baptista inaugura neste domingo, às 19 hs, a Galeria de Arte Barca da Lua, na praia dos Açores, no sul da Ilha de Santa Catarina, onde estarão expostas permanentemente, pinturas e esculturas de sua autoria. Formado pela Escola Nacional de Belas Artes de Montevidéu, Marcelo é também professor, participou de diversas exposições e concursos e tem obras suas espalhadas pelo mundo inteiro. Mora há 10 anos no Sul da Ilha e foi nosso parceiro em algumas atividades culturais, entre elas o Centro Cultural Zé Perello(Pântano do Sul) e o Epicentro Cultural Boca da Bernunça (Armação).
Estrada João Belarmino da Silva, 1970 - Sala 1
Rótula do Balneário dos Açores - Pântano do Sul.
Data: Domingo, 18 de outubro, 19 hs.

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Já vai, tarde?

Pântano do Sul - Foto Fernando Alexandre

Teatro na Praia. E de graça...

Foto Divulgação Amanhã, sexta-feira, dia 16, o grupo "Teatro Sim... Por Que Não?!!!" inicia no Pântano do Sul uma temporada por 12 comunidades de Florianópolis, com espetáculos gratuitos em palcos montados em centros comunitários, salões paroquiais, clubes sociais e esportivos e escolas públicas. A “Farsa do Advogado Pathelin”, peça que será apresentada, conta a história de um advogado que engana um comerciante com falsas promessas para conseguir um corte de tecido grátis para presentear a esposa e que por sua vez é ludibriado por um cliente. Com ritmo ágil, o espetáculo retrata de uma forma leve e alegre a rede de intrigas e hipocrisias que se forma entre esses personagens que, com bajulações e mentiras, tentam levar mais vantagens em proveito próprio. Corrupção, justiça (ou a falta de), religião, entre outros temas, são retratados de uma forma que faz rir, mas também refletir. Considerada uma das obras-primas do gênero farsesco, “Farsa do Advogado Pathelin” é de autoria desconhecida, escrita por volta de 1460. O Grupo Teatro Sim... Por Que Não?!!! estreou essa peça em 1996. Desde então, foram mais de duas centenas de apresentações e participações em diversos festivais no país. Em 2006 e 2007, foi o espetáculo escolhido para uma turnê por 26 cidades do interior de Santa Catarina. A temporada pelas 12 comunidades de Florianópolis, com espetáculos gratuitos, tem o patrocínio da Fundação Franklin Cascaes e Prefeitura de Florianópolis, através da Lei Municipal de Incentivo à Cultura, e apoio cultural da Caixa Econômica Federal. Entrada Franca / Apresentações sempre às 20h30. PROGRAMAÇÃO DIA 16– (Sexta-feira) – SALÃO PAROQUIAL DO PÂNTANO DO SUL -Rua Abelardo Otacílio Gomes s/n - Pântano do Sul. DIA 17 – (Sábado) – E. B. M. DILMA LÚCIA DOS SANTOS - SC 406 - Rod. Francisco Tomás dos Santos, 6005- Armação. DIA 18 (Domingo) – ASSOC. RECR. E CULT. AVANTE - Rua Cônego Serpa, 88 - Sto Antonio de Lisboa. DIA 21 – (Quarta-feira) – E. E. B. PRESIDENTE ROOSEVELT-Rua Pascoal Simone, 80 - Coqueiros. DIA 23 – (Sexta-feira) – SEDE DO BARRENSE- Rua Tomáz Ramos, 10 - Barra da Lagoa. DIA 24 – (Sábado) – E. E. B. INTENDENTE JOSÉ FERNANDES - Rua João Gualberto Soares, 324 - Ingleses. DIA 25 - (Domingo) - CENTRO CULT. BENTO SILVÉRIO – CASAS DAS MÁQUINAS - Rua Henrique Veras, 50 - Lagoa da Conceição. NOVEMBRO - DIA 01 – (Domingo) – ASSOC. DO PESSOAL DA CAIXA ECONÔMICA FEDERAL - Alameda César Nascimento, 700 - Jurerê. DIA 07 – (Sábado) – E. B. M. OSMAR CUNHA - Rod. Tertuliano Brito Xavier, 661 - Canasvieiras. DIA 08 – (Domingo) – CONSELHO COMUNITÁRIO DO RIBEIRÃO DA ILHA -Rod. Baldicero Filomeno, 7792 - Ribeirão da Ilha. DIA 11 – (Quarta-feira) – E. E. B. PROF. ANIBAL NUNES PIRES - Rua Irmã Bonavita, 240 - Capoeiras.1 DIA 15 – (Domingo) – SAC – ASSOC. SOC. AMIGOS DO CAMPECHE - Trav. da Liberdade, s/n - Campeche.

SALVAMAR MORTO

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

DROPANDO...

Trailer dublado do filme "TA DANDO ONDA" (Surf's Up) lançado nos cinemas brasileiros em Outubro de 2007. O "Dicionário do Surf - A Língua das Ondas", serviu de base para a equipe realizar a tradução e a dublagem do filme em português.

BOA VIAGEM!

Foto Ninguemsabe O'Nome Doze pinguins foram soltos hoje entre a praia Brava e a Ilha do Arvoredo, ao Norte da Ilha de Santa Catarina.As aves, da espécie pinguim-de-magalhães, chegaram ao litoral catarinense há cerca de dois meses e receberam cuidados no Centro de Triagem de Animais Silvestres do Parque do Rio Vermelho.
Sete baleias passaram pela costa na região Sul de Santa Catarina na tarde de ontem. Elas foram vistas nas praias do Gi e do Mar Grosso em Laguna. Os mamíferos passaram o dia brincando. A temporada de baleia franca em Santa Catarina segue até o fim de outubro.

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

OUTROS MARES...

Filme de Gabriele Salvatores, vencedor do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 1992. O cenário é uma pequena ilha grega do mar Egeu. A trilha sonora é dos músicos Giancarlo Bigazzi e Marco Falagiani. Preciosidade.

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Barca de Livros

morrer
como uma barca .
morrer
entre meus livros .
lendo
como Petrarca . escrevendo
como Flaubert
. afundar entre meus livros
como quem afunda numa mulher

Paulo Leminski - Poema inédito "tarrafeado" por Alice Ruiz e Ademir Assunção quando preparavam a exposição "Paulo Leminski: 20 Anos em Outras Esferas" no Itaú Cultural - São Paulo. De quinta 1 de outubro a domingo 8 de novembro de 2009 - terça a sexta 10h às 21hsábado -domingo feriado 10h às 19h.

Itaú Cultural Avenida Paulista 149 [próximo à estação Brigadeiro do metrô]informações 11 2168 1777 atendimento@itaucultural.org.br

terça-feira, 6 de outubro de 2009

OUTROS MARES...

As jangadas do Nordeste brasileiro: outras embarcações em mares do Ceará, no quadro "O Outro Olhar", do programa "Reporter Brasil", Tv Brasil.

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

TERRA DE TORNADOS

Tornado na Praia da Cachoira do Bom Jesus, Ilha de Santa Catarina, Brasil, no dia 02 de março de 2008. Imagens de Sérgio Schmiegelow. SUL É O SEGUNDO NO MUNDO
Pelo menos sete tornados atingiram Santa Catarina e o Rio Grande do Sul no mês passado. A informação é do serviço meteorológico privado MetSul, com base na análise de imagens dos estragos. Em setembro, o fenômeno causou pelo menos 14 mortes no Brasil e na Argentina.O perímetro compreendido pelos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, oeste do Paraná e pelo norte da Argentina e Paraguai é a segunda maior área em incidência de tornados do mundo.
Apenas a planície central dos Estados Unidos oferece condições mais propícias para o fenômeno. A conclusão é de um estudo do Laboratório Nacional de Tempestades Severas, dos EUA. Segundo a pesquisa, as condições climáticas geradas pelo choque de massas de ar frio da Patagônia com ventos tropicais formados na Amazônia propiciam a ocorrência de tornados, em média, 15 dias por ano no norte argentino e no Sul do Brasil.
Na província argentina de Misiones, o estrago foi generalizado, e 10 pessoas morreram no dia 7 de setembro. Na cidade de Guaraciaba, Extremo-Oeste de Santa Catarina, quatro pessoas morreram.Não há estudos que relacionem o aquecimento global a tornados no Sul. Essa evidência existe apenas para furacões, um fenômeno diferente. Um tornado é um pequeno porém intenso redemoinho de vento, formado por um centro de baixa pressão durante tempestades. Se o redemoinho chega a alcançar o chão, a repentina queda na pressão atmosférica e os ventos de alta velocidade (que podem alcançar mais de 500 km/h) fazem com que o tornado destrua quase tudo o que encontrar no meio de seu caminho.
A primavera e o outono são as estações dos tornados no Brasil. Pesquisas desenvolvidas recentemente comprovam que uma porção significativa das destruições atribuídas aos vendavais nos Estados do sul e parte do sudeste e centro-oeste são provocadas, na verdade, por tornados.

NOS AÇORES

Durante séculos, uma boa parte das 9 ilhas do arquipélago dos Açores teve na caça as baleias uma de suas principais atividades econômicas. Hoje, as baleias e golfinhos continuam no foco e gerando divisas, só que agora de uma outra maneira: com o turismo de observação. Em várias das ilhas, embarcações especialmente equipadas permitem a observação de mais de vinte e quatro espécies destes grandes mamíferos marinhos. As imagens são de Nagib Paulo, que fez o caminho inverso da migração açoriana para o Brasil: nasceu no norte da Ilha de Santa Catarina e hoje mostra o mar dos açores, diretamente da Ilha de São Miguel, para os turistas e visitantes.

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

MARES DE ARTISTA

Grafite sobre papel, 150x110 cm Há séculos a cultura vem produzindo a interpretação e o entendimento da natureza. O artista plástico Francisco Faria, há cerca de 30 anos faz o percurso inverso: vai à natureza para nela descobrir elementos para a interpretação de uma cultura. Seus desenhos da paisagem natural brasileira, de elaboração virtuosa e vigorosa expressão poética, estão indo de Florianópolis, onde mora, para o Largo das Artes, no Rio de Janeiro, onde estarão expostos de 6 de outubro a 14 de novembro. A exposição também traz uma mostra do trabalho interdisciplinar Moradas Nômades, feito em conjunto, imagem e texto, desenho e poesia, com a poeta Josely Vianna Baptista, em que os artistas lançam um olhar poético ao encontro (e ao confronto) das complexas culturas vivas da América.
Largo das Artes - Rua Luis de Camões,2
Tel/fax: (21) 2224-2985
Rio de Janeiro

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Tarrafada no Mar de Lama

Foto Ninguemsabe Nemviunada Pescadores artesanais lançaram tarrafas e redes de pesca no espelho d’água do Congresso Nacional, ontem, em Brasília. A ação é parte do movimento que a categoria promove na Capital Federal desde o início da semana, exigindo mais atenção para o setor. Ontem, o governo deu início à Conferência Nacional de Pesca Artesanal. Cerca de 2 mil pessoas participam da programação. A pesca artesanal emprega 3,5 milhões de pessoas e movimenta R$ 5 bilhões por ano no Brasil.

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

LAGOA DOS PATOS

A Lagoa dos Patos, no Rio Grande do Sul, é a maior laguna do Brasil e a segunda da América Latina. Tem 265 quilômetros de comprimento e uma superfície de 10.144 km², estendendo-se na direção nor-nordeste-sul-sudoeste, paralelamente ao Oceano Atlântico e a ele ligada através da barra da Praia do Cassino, no extremo sul, no município de Rio Grande.
Seu nome estaria ligado às tribos de índios que habitavam a região do Rio Grande do Sul, conhecidos como "patos", de cultura guarani.Outra versão conta que a origem do nome desta laguna teria ocorrido em 1554, quando viajavam para a região do Prata algumas embarcações espanholas que, acossadas por um temporal, tiveram que procurar abrigo na barra do Rio Grande. Aí deixaram fugir alguns patos que traziam a bordo e de tal modo se deram bem as aves com o lugar, que se reproduziram assombrosamente, chegando a coalhar a superfície das águas da laguna, dando-lhe o nome.
Seqüência de imagens feitas por Miguel Sanchis entre Itapuã e Rio Grande, na Lagoa dos Patos, RS, Brasil. Música de Airton Madeira e Otacílio Meireles.
Mergulhe mais fundo, saiba mais sobre a região no

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

MAR DE BALEIAS

Foto Projeto Baleia Franca
Maior e mais robusta a baleia albina foi avistada neste final de semana, dois meses depois de sua primeira aparição.
Branca e com manchas negras próximas a cabeça e salpicadas pelo resto do corpo, a "pequena" baleia albina já havia chamado a atenção do Projeto Baleia Franca em julho. Sábado passado, em um sobrevoo da costa sul do Estado ela foi flagrada novamente, nadando ao lado da mãe. Além do raro exemplar e de sua mãe, outras 60 baleias foram avistadas durante o sobrevoo, sempre nadando em duplas – a mãe e o filhote. A atividade, que vasculhou o mar entre Balneário Rincão e a Praia da Pinheira, confirmou que as águas catarinenses servem de berçário para a espécie. O Programa de Monitoramento das Baleias Francas no Porto de Imbituba e adjacências tem o objetivo de analisar a distribuição e o comportamento da espécie na Área de Proteção Ambiental da Baleia Franca. A maioria dos pares avistados no sábado estavam em Imbituba. Entre Rincão e Jaguaruna, havia cinco pares. Só na Praia de Itapirubá Norte (Imbituba), onde está localizada a sede do Projeto Baleia Franca, nove mães com os filhotes foram fotografados. A região com maior densidade fica entre Ibiraquera e Luz, praias de Imbituba, onde se encontravam 11 pares. Entre a Gamboa (Paulo Lopes) e a Guarda do Embaú (Palhoça), foram avistados seis grupos.
Segundo Karina Goch, diretora de pesquisa do projeto Baleia Franca, a baleia albina filhote "está maior e mais forte. Estes dois meses serviram para que a mãe o amamentasse e o preparasse para o regresso a Georgia do Sul."

domingo, 27 de setembro de 2009

À SEREIA

Robert Plant, vocalista de uma das mais famosas e importantes bandas de rock, os Led Zeppelin, numa demonstração de seu estilo poderoso e apaixonado. Long afloat on shipless oceans I did all my best to smile' Til your singing eyes and fingers Drew me loving to your isle Sail to me Sail to me Let me enfold you Here I am Here I am Waiting to hold you Did I dream you dreamed about me? Were you Hare when I was fox? Now my foolish boat is leaning Broken lovelorn on your rocks Touch me not, touch me not, Oh, come back tomorrow; Oh my heart, oh my heart Shies from the sorrow I am puzzled as a newborn baby I am troubled as the tide Should I stand amidst the breakers? Or should I lie with Death my bride? Swim to me Swim to me Oh, come let me enfold you Here I am Here I am Waiting to hold you

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

BONDE NO MAR

O bondinho puxado a burro, na atual Av. Hercílio Luz
Insatisfeitos com o serviço de transporte coletivo da cidade, uma multidão de quase mil pessoas depredou, tocou fogo, virou e jogou no mar um veículo que acabara de chegar ao ponto final, entre o Mercado Público e o Miramar, no centro de Florianópolis. O coletivo era um bonde puxado a burro, como esse na foto acima, remanecente do primeiro sistema de transportes da cidade, implantado em 1907 e que já concorria com os novos "auto-ônibus" desde 1920. Considerado obsoleto e sinônimo de atraso pela população, o sistema vinha sendo substituido e várias linhas de bondes puxados a burro tinham sido desativadas, mas os trilhos antigos permeneciam nas ruas, deteriorando-se e abrindo buracos. Funcionava apenas uma linha, que ligava a praça 15 de Novembro ao atual Palácio da Agronômica. Isto aconteceu há exatos 75 anos, numa noite de terça-feira. Era o dia 25 de setembro de 1934.

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Souflé de Bacalhau (Para 4 Pessoas )
Receita Portuguesa, com certeza! 400 g de bacalhau demolhado l dl de azeite 2 dentes de alho picados 6 pãezinhos (carcaças) 6 ovos Sal e pimenta Pão ralado Demolhe o pão em água e depois escorra-o e esprema-o bem. Num tacho, leve ao lume o azeite, junte-lhe os dentes de alho, picadinhos e mexa até alourarem um pouco; misture o pão espremido e as gemas, mexa e deixe aquecer muito bem; rectifique de sal e tempere com pimenta. Leve a cozer o bacalhau e retire as peles e espinhas; esmague-o dentro de um pano, e misture-o muito bem no preparado anterior. Com cuidado, misture depois as claras previamente batidas, com uma pitada de sal, em castelo firme. Unte com manteiga um recipiente que possa ir ao fomo, deite nele o preparado e alise. Polvilhe com pão ralado e leve a fomo médio , cerca de 40 minutos. Sirva com salada a gosto.

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Tanto Mar...

"O Vagabundo do Mar" - Poema de Manuel da Fonseca - Música/Voz: Jorge Ganhão.

POLIMARES

O poeta, cantor, compositor e tradutor Rodrigo Garcia Lopes apresenta, amanhã, dia 22, terça-feira, às 20h30, no auditório do SESC Vila Mariana, em São Paulo, o show Canções do Estúdio Realidade Canções do Estúdio Realidade traz canções de seu primeiro CD, Polivox, e músicas inéditas que farão parte de seu próximo disco, firmando um diálogo entre a canção brasileira e experimentos sonoros e ritmos como blues, jazz e funk, que tem sido a marca de seu trabalho. O show traz, num mesmo contexto, a diversidade sonora e riqueza poética ao explorar a relação entre som e sentido, abrigando linguagens e universos que vão da MPB ao blues, da música trovadoresca ao jazz, do reggae ao funk. No repertório, músicas como as inéditas "Vertigem", "New York", "Rito". Formação: Rodrigo Garcia Lopes (voz, violão,) Marco Scolari (teclado, acordéon e efeitos eletrônicos) e Eduardo Batistella (bateria).
SESC Vila Mariana. Rua Pelotas, 141. Informações: 5080-3000 www.sescsp.org.br O POETA E AS TAINHAS

Foto Andrea Ramos

Nos últimos seis meses o poeta Rodrigo Garcia Lopes dividiu conosco os mares, ares e olhares do Pântano do Sul, enquanto escrevia seu primeiro romance. Nesse tempo fez parte da "camaradagem" deste blog e também da pesca da tainha.

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

IMPREVISÕES ONLINE

Foto e imprevisão Fernando Alexandre
Boletim da varanda: nublado com pequenos pingos, temperatura amena, vento calado. Sujeito à chuvas fortes e trovoadas. Como sempre. Hoje, 6,15 da manhã.

terça-feira, 15 de setembro de 2009

MAREGRAFIAS

RESTOLHOS 1 - Foto Fernando Alexandre

Luz do Vento no Mar

O parque eólico marinho de Thorntonbank, a 30 km do litoral da Bélgica, foi instalado em junho em modelo piloto e os seis primeiros geradores já funcionam perfeitamente. O objetivo da C-Power, empresa que administra o projeto, é instalar 60 turbinas de vento, a mais de 35 metros de profundidade e com uma potência de 300 megawatts, o que será equivalente ao consumo de 600 mil pessoas. O custo nesta etapa inicial chega a 150 milhões de euros e inclui, além das seis primeiras turbinas, o cabo que transporta a energia desde os moinhos até Ostende, a cidade belga mais próxima.
A principal vantagem deste tipo de plantas eólicas, frente às localizadas em terra, é a redução do impacto visual e ambiental, apesar de seus elevados custos de construção e manutenção. O vento também é melhor, 22% ou 23% mais rápido que na terra. Além disso, a cada quatro horas, o centro de controle da planta tem que ter acesso ao boletim meteorológico, já que o clima condiciona completamente o trabalho em um parque com estas características.